O Mundo | Reconhecimento

Prêmio Nobel da Paz vai para ativista yazidi e médico congolês

Denis Mukwege atua nos cuidados e na defesa das vítimas de violência e abuso sexual; já Nadia Murad, perseguida em vários países, é considerada testemunha dos abusos
06/10/2018

ESTADOS UNIDOS - O Prêmio Nobel da Paz de 2018 foi concedido ontem a uma dupla considerada exemplo de esforços para para acabar com o uso da violência sexual como arma de guerras e conflitos armados. O congolês Denis Mukwege e a ativista do povo yazidi Nadia Murad são os agraciados este ano.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte