Cidades | Eleições 2018

Jovens e idosos: 52.541 eleitores facultativos em SL

Somente na capital, estão aptos 39.939 ou 76% desse perfil do eleitorado: gente que ainda mantém o costume de votar ou o eleitor que começa a dar os primeiros passos na cena democrática
Thiago Bastos / O Estado 06/10/2018
Jovens e idosos: 52.541 eleitores facultativos em SLUrnas prontas para receber os votos de eleitores no Maranhão; distribuição às seções feita no sábado (URNAS)

Seja o eleitor mais velho, que quer manter o hábito do voto, ou o que está dando os primeiros passos rumo à cidadania. O eleitor considerado facultativo (ou seja, com 16 e 17 anos e acima dos 70 anos) deve ser um dos destaques nas eleições 2018. na Região Metropolitana. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no total, 52.541 pessoas estão enquadradas neste perfil, nos quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa).
Deste total, ainda de acordo com o TSE e em levantamento feito por O Estado, 39.939 – ou 76% do montante – está concentrado somente na capital, São Luís.

Entender o perfil deste eleitor não é tarefa simples. No caso dos jovens, em que o ato de votar é ainda desconhecido, trata-se de uma novidade ou um sinal de maturidade para a sociedade, como um todo. Já as pessoas mais velhas mantém o costume para se sentirem inseridas em um contexto eleitoral neste domingo (7) e, desta forma, não carregaram um sentimento de que estão isoladas e que não pertenceriam mais a sociedade. Em algumas cidades, como São Luís, existem eleitores com mais de um século de vida aptos a votar nestas eleições.

LEIA TAMBÉM:

Eleitor que votará na Ilha tem perfil jovem e média instrução


O estudante Matheus Soares, de 16 anos, é um dos 12.249 eleitores na capital maranhense que deverão votar pela primeira vez e que possuem 16 ou 17 anos. Ele contou a O Estado que, assim que percebeu que teria esta idade nas eleições deste ano, procurou a unidade eleitoral mais próxima da residência, para a emissão do título. “Nós, jovens, temos uma importância muito grande neste processo de mudança que atravessa o país. Logo, se posso tomar uma posição como esta, ou seja, o de participar de um processo tão útil, não penso duas vezes e no domingo votarei, com certeza”, disse.

Ele convenceu, inclusive, outras pessoas com a mesma idade a votar neste domingo. “Tenho uma colega de mesma idade que disse inicialmente que esperaria ter 18 anos para finalmente poder votar, o que somente aconteceria nas eleições de daqui a dois anos. A convenci para mudar de ideia e deu certo. Ela também vai votar”, frisou Matheus Soares.

Por outro lado, a “experiência” de Raimundo Nonato Santos, de 78 anos, que confidenciou que manter o costume de votar é, acima de tudo, uma terapia para ele. “Me sinto bem quando saio de minha casa para votar. Encontro várias pessoas, converso com os fiscais lá da urna [eletrônica] e quando saio ainda posso fazer as minhas coisas”, disse.

Sem citar candidatos, o aposentado disse, na sexta-feira (5), que ainda não sabia em quem votar. “Eu estou desanimado com os candidatos. Não tem ninguém com quem criei uma identificação. Ainda vou me decidir, na verdade. O que sei é que vou votar no domingo, com certeza”, disse.

Raimundo Santos disse ainda que vai convencer outros aposentados, como ele, a votar nestas eleições. “Tem muita gente que prefere ficar em casa. Eu, não. Somente tenho o cuidado de guardar o meu título [de eleitor], como tento levar outras pessoas a votar comigo. E é o que vou fazer”, afirmou.

Chances de fraudes nas eleições são mínimas

A presidência do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou, na sexta-feira (5), que as chances de ocorrência de fraudes nas eleições deste ano são consideradas mínimas. De acor­do com a presidência da Corte, as mudanças nos processos de envio e recebimento das informações pela central de monitoramento – montada na sede do TRE (na Areinha) – inviabiliza a participação de terceiros na coleta de dados dos votos.

Uma das novidades no quesito para este ano é o procedimento de autoria nas próprias seções minutos antes da votação neste domingo (7). Segundo o TRE, pelo menos oito urnas serão avaliadas. Neste sábado (6), a partir das 7h, haverá a distribuição das urnas eletrônicas de São Luís aos locais de votação na própria capital e no interior do estado. De acordo com a Justiça Eleitoral, na Ilha, as urnas das 3ª, 10ª, 76ª e 89ª zonas sairão do Fórum Eleitoral que está funcionando provisoriamente no retorno da Cohama. Já as urnas das 1ª e 2ª zonas partirão do depósito localizado no Fórum Eleitoral do Anel Viário. Ainda no sábado (6), ao meio-dia, no Auditório Ernani Santos – no TRE –, será feita a oficialização do sistema de gerenciamento, responsável pelo recebimento e catalogação dos votos das urnas. “Será uma eleição extremamente segura, como é de praxe da nossa Justiça”, afirmou o desembargador Ricardo Duailibe, presidente da Corte.

Duailibe afirmou ainda que os dados deverão ser encaminhados este ano via satélite, oferecendo mais segurança. Caso seja constatada fraude em uma ou mais urnas, de acordo com a Corte o equipamento supostamente irregular será objeto de processo, para saber se os votos ali contidos serão ou não anulados.

SAIBA MAIS

Evitar “boca de urna”
Um comitê de segurança – com representantes do TRE, das policiais civil, militar e federal e do Ministério Público – será montado na sede da Justiça Eleitoral. O objetivo é acompanhar, no dia da votação, possíveis ocorrências relacionadas à “boca de urna” ou distribuição de materiais de candidatos, o que poderia caracterizar compra de votos.

Trânsito no dia das eleições
A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) fará o disciplinamento e ordenamento do trânsito em pontos estratégicos da capital maranhense. Por meio de Portaria, a Prefeitura de São Luís também autorizou a circulação de 100% da frota de ônibus urbano.

Consulta de local de votação
Duas ferramentas podem ser consultadas para quem quer saber ou confirmar o local de votação nestas eleições. Ou consultar o site do TSE (http://www.tse.jus.br/eleitor/ servicos/titulo-de-eleitor/titulo-e-local-de-votacao/consulta-por-nome), ou ainda pelo E-tulo digital, aplicativo em que o eleitor poderá levar o título pelo celular. Na ferramenta, há um menu intitulado “Onde votar?”, em que o cidadão (a cidadã) pode saber com exatidão o seu local de votação.

ELEIÇÕES EM NÚMEROS

Locais de votação em São Luís: 260
Seções em todo o estado: 15.830
Seções de São Luís: 2.088
Mesários São Luís: 8.352
Servidores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) envolvidos no estado (entre efetivos, cedidos e requisitados): 671
Fonte: Tribunal Regional Eleitoral (TRE)
Maranhão
4.537.237 eleitores
3.380.833 com biometria
1.156.404 sem biometria
Biometria
92 municípios com biometria
72 municípios sem biometria
53 híbridos
São Luís
Total de eleitores: 692.497 (2014 – 619.682). Destes, 691.537 (99,86%) com biometria
Por gênero
Feminino: 378.505
Masculino: 313.992
Total: 692.497
Por grau de instrução
294.785 – eleitores com ensino médio completo
94.731 – ensino médio incompleto
91.260 – superior completo
89.529 – ensino fundamental incompleto
50.069 – superior incompleto
45.394 – ensino fundamental completo
19.170 – lê e escreve
7.558 - analfabeto
1 – não informado
Com deficiência
480 com deficiência auditiva
60 com dificuldade para o exercício do voto
1.286 outros
1.711 com deficiência de locomoção
656 com deficiência visual
Total: 4.193
45 pessoas serão identificadas nas eleições na capital por meio do “nome social”
Por estado civil
Feminino

Divorciado – 9.247
Separado judicialmente – 2.754
Viúvo – 6.359
Casado – 92.555
Solteiro – 267.590
Total: 378.505
Masculino
Divorciado – 4.100
Separado judicialmente – 1.379
Viúvo – 1.034
Casado – 74.744
Solteiro – 232.735
Total: 313.992
São José de Ribamar
Total de eleitores: 100.253, destes 100.149 (99,90%). Sem biometria (0,10%)
Com deficiência
39 – Deficiência auditiva
9 – Dificuldade para o exercício do voto
143 – outros
189 – deficiência de locomoção
97 – deficiência visual
Total: 477
Grau de instrução
40.169 – eleitores com Ensino Médio Completo
18.707 – ensino fundamental incompleto
17.943 – ensino médio incompleto
8.156 – ensino fundamental completo
5.523 – lê e escreve
4.029 – superior completo
3.273 – superior incompleto
2.453 - analfabeto
7 pessoas serão identificadas nas eleições por meio do “nome social”
Feminino
Divorciado – 809
Separado judicialmente – 227
Viúvo – 1.190
Casado – 11.194
Solteiro – 40.679
Total: 54.099
Masculino
Divorciado – 507
Separado judicialmente – 162
Viúvo – 264
Casado – 10.100
Solteiro – 35.121
Total: 46.154

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte