Polícia | Violência

Cresce número de mulheres vítimas de feminicídio no estado

Em menos de 10 dias, pelo menos cinco pessoas do sexo feminino foram mortas com crueldade nas cidades de Imperatriz, Fortuna, Bacabal, Grajaú e Bom Jardim
Ismael Araújo06/10/2018
Cresce número de mulheres vítimas de feminicídio no estadoEdivan dos Santos Cardoso que teria torturado e matado Ana Beatriz em Imperatriz (Edivan)

SÃO LUÍS - A violência contra a mulher está em alta no Maranhão. Um levantamento feito pelo O Estado constatou que cinco pessoas do sexo feminino foram assassinadas com requintes de crueldades em menos de 10 dias no interior. Houve vítima que foi degolada, como ocorreu na cidade de Fortuna. O último caso ocorreu nesta sexta-feira, 5, no bairro Vila Brasil, na cidade de Imperatriz. A vítima deste crime foi Ana Beatriz Pinheiro Silva, de 21 anos, e o principal acusado, segundo a polícia, é Edivan dos Santos Cardoso, de 25 anos, que foi preso em flagrante.

O corpo da jovem foi encontrado com marcas de violência, principalmente na cabeça e no pescoço. As partes íntimas da vítima estavam expostas, mas foram cobertas por populares com um pano até a chegada dos policiais militares e dos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim).

Prisão

O tenente-coronel Brito Júnior, comandante do 14º Batalhão da Polícia Militar, informou que os militares ao chegarem ao local encontraram o corpo da jovem em via pública. Eles ouviram alguns moradores em busca de informações sobre o fato.

Uma das testemunhas declarou aos policiais que o crime ocorreu dentro de um armazém, localizado no bairro, e que o principal acusado era Edivan dos Santos, que teria torturado, assassinado e jogado a vítima no meio da rua.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade para identificar a causa morte. Ainda nesta sexta-feira, os policiais militares realizaram rondas na localidade e conseguiram prender o acusado em flagrante. Ele foi apresentado na Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP), naquela cidade. A motivação para esse crime não foi revelada pela polícia. “O acusado foi preso em sua residência, na Vila Brasil, em Imperatriz”, declarou o tenente-coronel.

Barbárie

A polícia também registrou uma barbárie na cidade de Bacabal. Nesta sexta-feira, 5, estava no Instituto Médico Legal (IML) de São Luís o corpo do sexo feminino que foi achado em estado de putrefação em um matagal, no loteamento Colinas de São Pedro, no bairro Chapadinha, em Bacabal, na tarde de quinta-feira.

Ao lado do corpo havia um pedaço de madeira sujo de sangue. De acordo com informações da polícia, existe a possibilidade de a vítima ter sido violentada sexualmente antes de ser morta com pauladas na cabeça.

Ainda segundo a polícia, o corpo pode ser da moradora do bairro Santos Dumont, em Bacabal, Antônia da Silva Vaz, de 34 anos, que está desaparecida desde o dia 30 do mês passado quando teria saído de sua residência para ir ao mercado da Vila São João, nessa cidade.

Tiro

A polícia confirmou, também, que na quinta-feira, 4, foi registrada a morte de uma jovem de 12 anos, que estava internada no hospital de Grajaú desde o dia 27 do mês passado. A menina levou um tiro na cabeça na frente da sua mãe, na Vila Tucum. Segundo a polícia, o tiro foi desferido pelo ex-namorado da menina, identificado como João Marcos Rodrigues de Sousa, de 19 anos.

O caso está sendo investigado pela equipe da delegacia de Polícia Civil de Grajaú, Ainda de acordo com a polícia, o acusado não aceitava o fim do relacionamento. Até a tarde desta sexta-feira, 5, o criminoso não havia sido preso.

Degolada

No município de Fortuna, um assassinato bárbaro chocou a comunidade. Segundo a polícia, a adolescente Fátima Almeida, de 16 anos, teria sido degolada, enquanto dormia em sua residência, no povoado Alto Barros, zona rural da cidade, pelo ex-namorado, Bruno Cézar Sousa Santos, de 28 anos, durante a madrugada do dia 29 de setembro.

Ainda de acordo com a polícia, a motivação para esse crime seria ciúmes. O acusado, inconformado com o término do namoro, invadiu a residência da vítima no momento em que os todos dormiam e a matou com um golpe no pescoço.

O acusado foi preso em cumprimento de uma ordem judicial no dia 1º deste mês e foi apresentado na Delegacia Regional de Presidente Dutra onde foi autuado pelo crime de feminicídio. Na delegacia, Bruno Sousa confessou o assassinato, praticado com um facão.

Foragido

A Polícia Civil de Bom Jardim informou que Carlos Augusto Aquias Serrão, de 21 anos, até esta sexta-feira, 5, não havia sido preso. Ele é acusado de assassinado com mais de 18 facadas a ex-companheira, uma jovem de 19 anos, no povoado Centro do Arlindo, zona rural da cidade. O fato ocorreu no dia 30 do mês passado.

Após a ação criminosa, o acusado fugiu. As buscas estão sendo realizadas pela polícia na região visando efetuar a sua prisão. A vítima deixou três filhos menores, um deles com apenas cinco meses de vida, e os outros com 2 e 5 anos. O caso está sendo investigado pela delegacia da cidade.

Número

5

é o número de mulheres assassinadas com requintes de crueldades em menos de 10 dias no interior do estado, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública

Entenda

Assassinatos de mulheres

Imperatriz: Ana Beatriz Pinheiro Silva, no dia 5 de outubro;

Bacabal: corpo de uma mulher não identificado encontrado no dia 4 de outubro;

Grajaú: jovem de 12 anos, baleada na cabeça no dia 27 do mês passado, de acordo com a polícia, pelo ex-namorado, morreu no dia 4 de outubro no hospital da cidade.

Fortuna: adolescente de 16 anos degolada na madrugada do dia 29 do mês passado, segundo a polícia, pelo ex-namorado;

Bom Jardim: jovem morta a golpes de faca, no último dia 30, também pelo ex-companheiro

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte