Esporte | Crise no Sampaio

Remanescentes do acesso pedem apoio da torcida e citam união do grupo

Maracás e Fernando Sobral, atletas que estavam na boa campanha na Série C do ano passado, falaram da importância do apoio nas arquibancadas e do “grupo fechado” neste momento
13/09/2018 às 16h39
  Remanescentes do acesso pedem apoio da torcida e citam união do grupo Maracás não vai enfretar o Fortaleza nesta sexta-feira (14) (Lucas Almeida / L17 Comunicação)

SÃO LUÍS – Remanescestes da campanha do acesso no ano passado, o zagueiro Maracás, que é o capitão da equipe, e o meia Fernando Sobral, resolveram se posicionar neste momento de crise na Série B – o time ocupa a última colocação do campeonato –, e, além de ressaltarem a união do grupo neste momento, pediram o apoio da torcida nas partidas que o Tricolor fizer em casa no restante da competição. Com 92,3% de chances de cair, o time maranhense ainda tem 12 jogos para fazer e precisará somar 23 pontos, o que equivale a oito vitórias ou sete vitórias e três empates ou seis vitórias e seis empates.

Dos 12 jogos que ainda tem para fazer, o Sampaio tem seis em casa. E, sabendo da importância destes pontos conquistados em casa, o zagueiro Maracás, que está suspenso e não enfrenta o Fortaleza nesta sexta-feira (14), fez questão de exaltar a importância do torcedor tricolor neste momento delicado.

“A torcida do Sampaio é grande e pode ser um diferencial nessa hora. Sei que podemos sair dessa situação, vamos fazer de tudo para que isso aconteça. Espero que o nosso torcedor abrace o time e mostre a sua força também”, comentou o capitão do time em entrevista ao site oficial do clube.

Também remanescente da equipe que conquistou o acesso na Série C do ano passado, o meia Fernando Sobral citou o grupo “fechado” e também falou sobre o apoio vindo das arquibancadas.

“Sei que a nossa fase não é boa, e isso acaba afastando um pouco a torcida, mas é nessa hora que mais precisamos do apoio deles. O grupo está fechado, queremos muito dar uma resposta a quem já nos vê como rebaixados, e vamos nos desdobrar em campo para escapar dessa situação incômoda”, disse Sobral.

Com 22 pontos, o Sampaio é o lanterna da competição e precisa vencer o Fortaleza, que é o líder, se quiser seguir sonhando em permanecer na Série B. As equipes se enfrentam nesta sexta-feira (14), às 21h30, no estádio Castelão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.