Estado Maior | COLUNA

São Luís e o Senado

30/08/2018

Assim como a disputa pelo Governo do Estado, a eleição para o Senado também tem algumas particularidades em São Luís, a capital maranhense. Neste aspecto, com uma candidata que disputou uma eleição de prefeita há menos de dois anos, natural seria que ela estivesse à frente da disputa, como recall daquele ciclo eleitoral. Mas a realidade dos números mostra outra coisa.
O senador Edison Lobão (MDB) e o deputado federal Sarney Filho (PV) conseguem liderar a corrida pelo Senado, inclusive na capital maranhense. O respeito pela vida pública de Lobão e a vida sem mácula de Sarney Filho dão aos dois uma forte capilaridade entre os ludovicenses.
E não é de surpreender. A ex-governadora Roseana Sarney (MDB), que encabeça a chapa de Lobão e Filho, disputou a última eleição em 2010, há oito anos, portanto. Naquele pleito, venceu em primeiro turno os dois candidatos da então oposição, com uma espécie de capote em São Luís. Detalhe, Jackson já havia tido três mandatos de prefeito e Dino, disputado a Prefeitura dois anos antes.
A performance de Sarney Filho e de Lobão mostra a consolidação do grupo político da ex-governadora na capital maranhense. Consolidação que vem sendo desenhada há décadas, e que só agora passa a ser vista mais consistentemente pelo eleitor ludovicense. Talvez até pelo fato de que a cidade tem em Roseana uma espécie de “melhor prefeita dos últimos 30 anos”.
E só para lembrar: a senadora em questão no início do texto é Eliziane Gama (PPS). Ela começou com 60% a disputa em São Luís e acabou em quarto lugar em 2016.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte