Cidades | TRANSPLANTE

HU-UFMA realiza cirurgia inédita de prótese de joelho com banco de osso

Procedimento utilizado para casos com grande perda óssea restabelece a anatomia e a qualidade de vida do paciente
19/08/2018 às 00h00
HU-UFMA realiza cirurgia inédita de prótese de joelho com banco de osso O transplante ósseo foi realizado pela equipe de artroplastia e reconstrução osteo-articular do Serviço de Traumatologia e Ortopedia do HU-UFMA (Divulgação)

O Serviço de Traumatologia e Ortopedia do Hospital Universitário da UFMA (HU-UFMA) realizou na última quarta-feira, 15, a primeira cirurgia de revisão de prótese de joelho com uso de enxerto ósseo estrutural (em bloco) do banco de osso. O procedimento é inédito no Maranhão e motiva toda a equipe da ortopedia em busca da excelência trazendo os melhores recursos e técnicas disponíveis para o estado do Maranhão

O paciente do sexo masculino, 72, natural de São Luís, tem o diagnóstico de soltura de prótese de joelho com grande perda óssea. A cirurgia seria a chance de voltar a ter uma vida normal, uma vez que ele sente muitas dores, tem grande limitação funcional e dificuldade para realizar atividades básicas do seu dia a dia.

O transplante ósseo foi realizado pela equipe de artroplastia e reconstrução osteo-articular do Serviço de Traumatologia e Ortopedia do HU-UFMA, conduzida pelo ortopedista Raul Almeida, que explica a necessidade desse procedimento. “O paciente tem um comprometimento extenso do fêmur e da região proximal da tíbia. Em casos de cirurgias de revisão com grandes perdas ósseas, o tratamento padrão é a artroplastia total com uso de banco de osso para restabelecer a anatomia”.

O ortopedista acrescenta que é uma situação complexa. “O caso dele é diferente porque vamos utilizar osso estrutural. Nos casos anteriores (cirurgia do quadril), utilizamos o tecido ósseo do banco de osso como uma medida de suporte, um complemento para fixação dos implantes. Neste caso realizamos a substituição do fêmur distal e da tíbia proximal com o enxerto do banco de osso. A prótese foi implantada no bloco ósseo. Então o bloco da prótese de revisão com o enxerto foram implantados no paciente”.

Após a cirurgia, o paciente terá alívio da dor com o restabelecimento da anatomia e ganho da função da articulação, devolvendo assim a sua qualidade de vida.

O enxerto de tecido ósseo é disponibilizado pelo Banco de Tecidos Musculoesqueléticos do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO). A instituição é responsável pela captação, processamento e distribuição de osso, tendões e meniscos (cartilagens em forma de C em ambos os lados da articulação do joelho) para utilização em cirurgias de transplantes na área da ortopedia e odontologia. O Hospital Universitário da UFMA é credenciado desde 2017 pelo Ministério da Saúde para realizar transplante de tecido ósseo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte