Cidades | DESCASO

Descaso em ruas do bairro Tijupá Queimado, em São José de Ribamar

Buraqueira lamaçal e mato prejudica moradores do bairro; motoristas e pedestres tentam fugir dos problemas; frente de escola está tomada por mato
IGOR LINHARES / O ESTADO19/08/2018 às 00h00

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR – Trafegar por algumas ruas do bairro Tijupá Queimado, no município de São José de Ribamar, distante 29 quilômetros da capital São Luís, tem sido uma tarefa difícil para motoristas, que precisam de paciência e atenção para evitar transtornos e prejuízos com o veículo, situação que não é muito diferente para o pedestre.

Moradores da Rua São Raimundo reclamam da situação estrutural da via. Tomada bela buraqueira, a falta de capina também é uma problemática e a situação piora ainda mais quando chove. “A rua é só lama e buraco. Aqui quando chove, a água invade meu comércio. A gente limpa e bota entulho [para evitar], mas ninguém olha para a gente aqui, parece que somos esquecidos. Há uns dois meses o prefeito esteve aqui, a moça aqui do lado, que tem um barzinho, reclamou e ele disse que no outro dia vinha, mas nunca apareceu. Aqui aparece rato, sapo (…) só falta tirar cobra. Então, quer dizer que a nossa rua aqui, aliás, o bairro, é esquecido”, declarou, indignada com a situação, a moradora e comerciante Lúcia Baldez.

Baldez contou, ainda, que o problema, principalmente quando chove, não se resume apenas à rua em que ela reside, mas também na Rua Nova 1, em que funciona a Escola Municipal Acto Juvêncio Nogueira e onde estuda o filho. “Eu fui buscar meu filho na escola e vim com a lama no meio da perna e vim com ele no colo. Eu queria que o prefeito olhasse para a gente, porque não é só em tempo de eleição não. Ele nem tem que ver que a gente precisa dele”, frisou.

Ruas no Tijupá Queimado estão intrafegáveis

Mais problemas

Para compor o cenário de descaso, na frente da EM Acto Juvêncio Nogueira, a calçada divide espaço com o mato que está crescido e não vê capina há muito tempo e a lama que não fica de fora. “Há dois anos, desde que eu comecei a morar aqui, a rua já estava bagunçada e agora mesmo que está pior. Agora mesmo que está pior. Passaram uma máquina porque está chegando política. Daqui uns dias vai chover e vai ficar uma lama que a gente não vai ter mais como assar com os alunos. E aqui a escola é sempre assim, cheia de mato porque a prefeitura não se interessa em passar uma máquina para limpar”, ressaltou a dona de casa Iraceli dos Reis. “Isso aí traz até mosquito para os alunos”.

Situação é precária no Tijupá Queimado

Além da Rua São Raimundo – que é a mais deficiente –, e da Rua Nova 1, as Ruas Nova 2 e 3 também apresentam lama e buraqueira, o que tem prejudicado diretamente quem trafega e reside na localidade.

Outro lado

O Estado manteve contato com a Prefeitura de São José de Ribamar para saber quais medidas estão sendo tomadas para solucionar os problemas citados, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte