Cidades | Trânsito de São Luís

Dirigir ameaçando condutores e pedestres rende multa gravíssima

Até o momento, um total de 98 casos dessa natureza foi registrado em vias do Maranhão, conforme dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA); este tipo de ocorrência também acontece em rodovias federais
Daniel Júnior / O Estado15/08/2018
Motorista que ameaçar pedestre na faixa pode perder direito de dirigir

Dirigir o veículo ameaçando os demais condutores ou os pedestres é uma infração gravíssima e pode render multa e suspensão do direito de dirigir, de acordo com o artigo 170 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Até o momento, um total de 98 casos dessa natureza foi registrado em vias do Maranhão, conforme dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA).

Essa ocorrência pode ser manifestada de duas formas, de acordo com o CTB. No primeiro caso, o infrator está correndo sério risco de causar um acidente, além de induzindo outro condutor a adotar, também, um comportamento perigoso. No segundo, aproveita-se de estar no volante de uma máquina para ameaçar pedestres, que não teriam nenhuma condição de se defender dela, em caso de acidente.

Exemplo de quando o motorista ameaça o pedestre em via pública é quando, com intuito de assustá-lo ou apressar a sua travessia, acelera o veículo parado junto ao semáforo, ameaçando arrancar, independentemente da fase semafórica, ou mudar repentinamente o rumo do veículo em direção ao pedestre, conforme o CTB.

Rodovias federais
“Acontecem também essas ocorrências nas rodovias federais. Geralmente, são motociclistas que, por estarem irregulares com as normas de trânsito, pilotam em alta velocidade, ameaçando os motoristas e os pedestres. Constatamos que muitos estão irregulares, sem capacete e documentação ou estão transportando algo ilícito, como armas e drogas e, como forma de fuga, intimidam as pessoas que estão ali próximas, com o veículo em alta velocidade. Quando esse condutor é abordado, aplicamos multa gravíssima e em algumas vezes têm outros tipos de ocorrências envolvidas no caso, como pessoas sem habilitação. Um caso ocorreu na última segunda-feira (13), no Km-403, da BR-230, em Balsas, no interior do Maranhão”, ressaltou Antônio Noberto, chefe da Comunicação da Polícia Rodoviária Federal no Maranhão (PRF-MA).

.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte