Cidades | Cultura

Festival de Bois de Zabumba movimenta bairro Monte Castelo

Cerca de 20 grupos participaram do evento, que foi iniciado no sábado à noite e prosseguiu até ontem, com muita disposição dos brincantes
16/07/2018

Com o sol tinindo e já passando das 8h deste domingo (15), grupos ainda se apresentavam na 24ª edição do Festival de Bois de Zabumba, no Monte Castelo, depois de uma noite inteira em que moradores e admiradores da cultura não mediram esforços para participar de mais uma edição do evento. O sotaque de zabumba é um dos mais antigos e tradicionais entre as manifestações folclóricas maranhenses.
Foi em um cenário colorido pelas indumentárias dos brincantes e o ritmo original do bumba meu boi com o soar dos pandeirinhos, maracás e tantãs, além das zabumbas, que a Avenida Newton Bello, no bairro Monte Castelo, recebeu, desde a noite de sábado (14), seguindo até o amanhecer de ontem a festança dos grupos de bumba meu boi de zabumba.
Cerca de 20 grupos de bumba meu boi de zabumba estiveram no evento. O Boi de Guimarães foi o último a se apresentar, encerrando o festival com chave de ouro. “É uma festa que tem uma característica muito própria, singular, porque, geralmente, não tem apoio do estado e nem do município e é feita pela população, pela comunidade. Então, é uma festa muito livre, muito popular, uma festa que mostra a liberdade que os grupos têm de tocarem o que quiserem, de se expressarem como quiserem”, disse a funcionária pública Letícia Cardoso, que acompanha o Boi de Guimarães e participa do evento há 10 anos.
Também se apresentaram no festival, grupos como o Boi Brilho de São João da Liberdade II, Boi Capricho do Oliveira (D. Hilda), Boi de Leonardo, Boi da Vila Embratel II (Glorinha), Boi da Vila Passos (Canuto), Boi Brilho da Paz (Raimundão), Boi Engenho (Peri-Mirim), Boi Anjo do Meu Sonho (Arcanjo), Boi Novo Capricho (Marcilio), Boi Unidos Pela Fé (Domingas), Boi da Fé em Deus (Tonico), Boi Sempre Serremos Unidos (Mundiquinho), Boi do bairro de Fátima (D. Zeca), Boi União da Boa Vontade (Constancio) e Boi Unidos Venceremos (Antonio Fausto).
Para Basílio Durans, organizador do festival, neste ano a manifestação foi maior que nos anos anteriores. "Esse ano o evento foi muito maior. Teve uma participação muito boa da população. Estamos encerrando agora, às 9h da manhã. Viemos aqui, em mais um ano, para mostrar que o bumba meu boi de zabumba é o nosso sangue". Durans também demostrou sua satisfação e disse estar muito feliz com mais essa realização.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte