Cidades | Amor aos cães e gatos

ONG promove manhã de castrações de animais em São Luís

Entidade, que se mantém ativa há vários anos sem a ajuda do poder público mobilizou centenas de donos de cães e gatos neste sábado
Thiago Bastos / O Estado14/07/2018 às 11h05
ONG promove manhã de castrações de animais em São Luís

A ONG Dindas Formiguinha promoveu, na manhã de hoje (14) um mutirão para castração de animais (cães e gatos) em São Luís. Os procedimentos custeados a partir de doações e ajuda de terceiros aconteceram na sede da entidade, situada na rua Mahiba Azar, quadra H, casa 7, bairro Olho d´Água. No total, mais de cem animais foram operados.

Antes de se submeter ao procedimento cirúrgico, o animal passa por uma avaliação médica. Em seguida, é sedado e encaminhado para a mesa de cirurgia. Em média, cada procedimento demora cerca de vinte a trinta minutos. Após o procedimento, os animais foram encaminhados para um centro de observação para, após o efeito da sedação, serem liberados. Os donos também saem do local com medicamentos que devem ser aplicados nos animais para a cicatrização do local.

Para a responsável pela ONG organizadora do evento, Karina Borjas, trata-se de uma prova de amor ao animal. “Muitas vezes, o animal precisa se submeter a este tipo de procedimento para que haja, por exemplo, o controle de seu temperamento, para que não sofra em época de acasalamento. Enfim, é um benefício para o animal”,frisou.

Além de significar uma vantagem para a saúde canina e felina, a castração também auxilia no controle populacional. “Várias doenças poderiam ter o controle, ao menos, atenuado caso tivesse um trabalho mais efetivo do poder público de cuidado com o número destes animais. Somente um casal de felinos, por exemplo, pode gerar até sessenta e seis mil descendentes”, disse Borjas.

Saiba mais

Quem quiser auxiliar a ONG, basta procurar o seu perfil nas redes sociais, em especial o Facebook.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte