Cidades | Alerta

Síndrome que matou 22 no Maranhão é pouco conhecida

Pneumologista Pedro Springer esclarece que dificuldades respiratórias, dores no corpo e febre são os principais sintomas da SRGA, que teve 121 casos registrados no estado; saiba como é feito o diagnóstico e o tratamento
Daniel Júnior/ O ESTADO27/06/2018

SÃO LUÍS - A falta de informação e de campanhas educativas eficientes no Maranhão, sobre a Síndrome Respiratória Aguda Grave têm ocasionado problemas à saúde pública local. Só neste ano, a SRGA foi responsável por 22 óbitos no estado, de acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), coletados até o dia 18 de junho. Ao todo, 121 casos foram registrados. A síndrome é causada pelos vírus da gripe A (H1N1), A (H3N2), A (não subtipado), Influenza B, Influenza C e por outros vírus respiratórios.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte