Esporte | Ofensivo

Luís Miguel confirma Val Barreto no time titular contra o Cavalo

Por ter perdido o primeiro confronto por 2 x 1, o Moto precisa vencer por dois gols de diferença para avançar direto para as quartas de final da Série D do Campeonato Brasileiro
21/06/2018


O técnico do Moto Club, Luís Miguel, quer apostar em uma postura ofensiva contra o Imperatriz no confronto de volta do mata-mata das oitavas de final da Série D do campeonato Brasileiro Castelão. O treinador con­ta com retorno do atacante Val Barreto para fazer gols e avançar a marcação sobre o Cavalo de Aço. O Papão do Norte enfrenta o Cavalo de Aço neste domingo (24), às 17h, no Estádio Castelão.
Por ter perdido o primeiro confronto por 2 x 1, o Moto precisa vencer por dois gols de diferença para avançar para a quarta fase. Se vencer por uma diferença de apenas um gol, a decisão contra o Imperatriz irá para os pênaltis. O Cavalo de Aço joga por um empate para se classificar. Na Série D, não existe o gol qualificado como critério de desempate.
“É um time mais ofensivo, porque precisamos fazer um gol para igualar a eliminatória e, se possível, dois. Precisamos ter cabeça e não podemos ir que nem doido para a frente. Vamos colocar o Val para segurar os zagueiros e dar profundidade ao jogo, com uma ameaça dentro da área. Vamos tentar fazer uma mexida no meio para ter uma cobertura dos laterais, já que a gente vai liberar os laterais para atacar”, explicou Luís Miguel.
Para o segundo e decisivo confronto das oitavas de final da Série D, o técnico não poderá contar com o zagueiro Wanderson, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo.
Preocupado com possíveis perdas de posse de bola, como ocorreu no jogo de ida, Luís Miguel tem indefinição no meio-campo entre Vitor Salvador, Rafael Santos e Sandro Bacabal. Mi­guel destaca a importância de conseguir um controle sobre a posse de bola para buscar o triunfo diante do Cavalo de Aço. “A gente não pode perder bolas no meio-campo. Levamos dois gols quando a gente estava com a bola nos pés e fomos punidos. Esse é o ponto principal. Queremos ter mais posse de bola possível. Os jogadores sabem que o resultado não se constrói em 10, 15 minutos. A gente tem 90 minutos, mas desde o início vamos tentar pressionar o Imperatriz, dentro do que temos trabalhado o ano todo. Vamos tentar manter o aproveitamento em casa”, disse.
A tendência é que o Moto seja escalado com Rodrigo Ramos; Diego Renan, Betão, Ramon e Bala; Victor Salvador (Rafael Santos) (Sandro Bacabal), Doda e Everlan; Ricardo Maranhão, Val Barreto e Márcio Diogo. l

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte