O Mundo | Catástrofe

Centenas de feridos lotam os precários hospitais em Gaza

ONU alerta para falta de medicamentos básicos, como antibióticos, no enclave sob bloqueio de Israel contra o território governado pelo Hamas; é grande número de feridos pela violência nos protestos dos últimos dias
17/05/2018

CIDADE DE GAZA - Na Faixa de Gaza, enclave palestino onde a provisão de cuidados médicos já é tradicionalmente precária, o grande número de feridos pela violência nos protestos dos últimos dias sobrecarrega os hospitais locais. Na capital, em apenas um hospital foram recebidas pelos médicos mais de 500 pessoas, das quais mais de 90% haviam sido baleadas. A situação preocupa especialistas em direitos humanos da ONU, que alertam para a falta de medicamentos básicos, como antibióticos e adrenalina, em consequência do bloqueio imposto há mais de dez anos por Israel contra o território governado pelo Hamas.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.