PH

Pergentino Holanda

16/05/2018

Poder de barganha
Com exceção dos grandes partidos, os demais fazem jogo de cena. Deixam de lado cogitações sobre a Presidência da República e se preocupam com a formação nos estados de coligações que garantam a eleição de deputados estaduais e federais. Quando mais parlamentares tiverem, maior será o poder de barganha junto ao presidente da República e aos governadores para obtenção de cargos.
Por isso, não haverá coerência entre as candidaturas que apoiarão ao Planalto e as definições nos estados.
Tudo vai se resumir a um salve-se quem puder.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.