Cidades | Alerta

Nível do Batatã ainda é tímido, mas está satisfatório

Chuvas intensas que atingiram São Luís nos últimos meses contribuíram para aumentar a capacidade do reservatório, que já esteve com 5% de sua capacidade
Daniel Júnior / O Estado07/05/2018
Nível do Batatã ainda é tímido, mas está satisfatórioBatatã está com nível mais elevado por causa das chuvas (Paulo Soares / O Estado)

São Luís - O nível do Reservatório do Batatã teve um aumento da sua capacidade. O crescimento é tímido, mas satisfatório. O alerta é utilizar água cada vez mais de maneira consciente. A elevação foi resultado das chuvas intensas que atingiram São Luís, nos último meses. De acordo com informações da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), o Batatã possui capacidade para armazenar até 4 milhões e 600 mil metros cúbicos.

O Reservatório do Batatã é responsável pelo abastecimento de 50 bairros de São Luís, como Centro, Madre de Deus, Liberdade, Fé em Deus, para 120 mil pessoas. De acordo com Carlos Rogério Araújo, presidente da Caema, as águas das chuvas não são suficientes para encher o reservatório, devido às condições de poços artesianos que limitam o armazenamento da água no subsolo. “Numa escala de 0 a 10, o Batatã está com 4,30 e isso representa 30% da capacidade de acumulação no reservatório.

Ainda conforme a Caema, a última vez em que o Reservatório Batatã funcionou com o volume total de água foi em 2009, ano em que foram registradas chuvas em alta intensidade no território ludovicense. O desperdício de água colabora para a seca no Batatã. “Vai lavar o carro e deixa a mangueira aberta. Isso é desperdício. Tem que fazer o uso racional. Ter cuidado para não desperdiçar água, que tem um valor econômico agregado alto”, acrescentou Carlos Rogério Araújo. l

SAIBA MAIS

Desperdício
De acordo com uma pesquisa realizada pelo Trata Brasil, São Luís ocupa o 6° lugar no ranking das cidades que mais desperdiçam água no Brasil. O índice de perda na distribuição na capital maranhense é de 67,24%.

Dados da pesquisa
Índice de perda na distribuição em 2013: 67,24%
Índice de perda de faturamento: 68,61%
Índice de atendimento total de água: 90,15%
População: 1.053.922

Fonte: Trata Brasil

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.