Geral | Serviço

Obras de desobstrução de canal no rio Calhau são realizadas

A área foi uma das mais afetadas pela forte enxurrada ocorrida por consequência dos temporais dos últimos dias na capital maranhense
OESTADOMA.COM / com informações da assessoria20/04/2018 às 08h13
Obras de desobstrução de canal no rio Calhau são realizadasAs obras estão sendo conduzidas por equipes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). (Divulgação)

SÃO LUÍS - Os serviços de desobstrução de canal em um trecho do rio Calhau, nas proximidades da rua Coroatá, na Vila Conceição (Altos do Calhau) foram iniciados nessa quinta-feira (19). A área foi uma das mais afetadas pela enxurrada ocorrida por consequência dos temporais dos últimos dias na cidade. As obras estão sendo conduzidas por equipes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

Leia também:

Esgoto exposto ainda é problema em vários pontos de São Luís

Danos causados pela enxurrada são reparados em vias da capital​

No local, a Semosp utilizou máquinas escavadeiras de grande porte para fazer a retirada de entulhos, restos de vegetação e lixo jogados no leito do canal, causando entupimento e o represamento da vazão do leito. Por conta desse processo de obstrução, diversas ruas localizadas nas imediações do canal foram afetadas pelas chuvas. O secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo, destacou a importância do serviço para evitar novas ocorrências de pontos de acúmulo de água.

"Estamos intensificando o trabalho em diversas áreas da cidade, dando respostas rápidas aos problemas identificados, para reduzir os impactos do grande volume de chuvas que têm ocorrido na capital. O trabalho realizado no canal da Vila Conceição é mais um ponto trabalhado para evitar que as inundações na área ocorram novamente e dê mais tranquilidade aos moradores. Aqui, constatamos que o canal estava represado pelo acúmulo de dejetos. Por isso pedimos a população para fazer a sua parte não jogando lixo nos leitos dos canais e galerias, a fim de evitar transtornos para si próprios", observou o secretário.

AÇÕES

O trabalho realizado para dar vazão à água e conter a erosão provocada pelo volume intenso de chuva já foi realizado em diversas vias da cidade, como na avenida Jerônimo de Albuquerque, por exemplo, em trechos nas proximidades da Curva do Noventa e elevado da Cohama. As obras nos locais incluíram a reconstrução das barreiras de contenção e a concretagem do espaço danificado, a fim de impedir que o avanço da erosão comprometa a via, uma das mais extensas e movimentadas da cidade.

Também na Curva do Noventa foi executada a limpeza do canal, com a remoção e entulhos que estavam comprometendo o sistema de drenagem. A limpeza de canais foi realizada, ainda, na Divinéia, na Avenida Argentina; e no quartel da Polícia Militar do Maranhão. O trabalho foi realizado com auxilio de retroescavadeira. Na avenida Argentina, a ação da Prefeitura atende a uma demanda da população. Moradores do bairro aprovam a desobstrução do canal e o serviço de recuperação de bueiro que está sendo realizado na área.

Com o trabalho de desobstrução do sistema de drenagem, a Prefeitura visa eliminar os pontos de acúmulo de água que foram identificados, prevenindo novas ocorrências. Para manutenção da rede estão sendo realizados ainda os serviços de limpeza manual e mecanizada de canais e galerias. Com o caminhão hidrojato, a Semosp atua desobstruindo a passagem das águas pluviais por bueiros e galerias.

O aposentado Hermínio Ribeiro, 71 anos, relatou a importância do serviço para reduzir os problemas enfrentados pelos moradores na rua Coroatá, na Vila Conceição (Alto do Calhau), que foi afetada pela enxurrada. "Creio que com essa obra vai melhorar muito, principalmente no sentido de não permitir que a água fique represada no canal e inunde a rua novamente. Mas as pessoas precisam parar de jogar lixo no canal, porque esse é o motivo dele transbordar e encher tudo aqui", disse.

A vizinha do Seu Hermínio, a dona de casa Raimunda de Melo, 57 anos, tem opinião similar. "O problema da falta de vazão era o que mais implicava aqui quando chovia. Minha casa foi uma das afetadas pela inundação. Agora acredito que esse serviço vai resolver o problema", observou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte