Blindados

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h32

Acusado pela própria esposa de agressão e alvo de um processo na Justiça Estadual, o deputado Cabo Campos retornou às atividades na Assembleia Legislativa. Depois de quase um mês ausente do Parlamento, Campos parece ter ganhado fôlego, blindado pela Comissão de Ética da Casa, onde responde a denúncia por quebra de decoro.
Além dele, o deputado Levi Pontes (PCdoB) também enfrenta problemas na casa. E também parece blindado pelos colegas.
Aparentemente à vontade, Cabo Campos - que foi afastado da própria residência pela Justiça - cumpre rotina inalterada de trabalho no mês que homenageia a mulher.
O parlamentar sofreu forte pressão no início de março, quando entidades resolveram pedir punição a ele; e a própria ouvidoria da Mulher na Assembleia Legislativa resolveu apresentar denúncia contra ele.
Mas a questão perdeu força nas últimas semanas, sobretudo quando o deputado foi à tribuna para expor sua vida pessoal. Desde então, o assunto ficou esquecido no parlamento.
O caso de Levi Pontes é bem mais complicado, porque se tata de questão política, não pessoal; e com sinais de corrupção aberta, além de não ser a primeira vez do deputado.
Com as representações no Conselho de Ética da Assembleia, tanto Campos quanto Pontes poderiam sofrer sanções como resposta à sociedade. Mas, ao que parece, os colegas pretendem manter ambos como se nada tivesse acontecido. Até que o tempo passe.

Vetado
O deputado federal Waldir Maranhão decidiu mesmo jogar pesado com o governador Flávio Dino para se viabilizar candidato ao Senado.
Mas nem o próprio PT, ao qual pediu filiação oficialmente, se entende em relação à sua presença na legenda.
O presidente municipal, vereador Honorato Fernandes, declarou ser contra a filiação de Maranhão ao partido.

Pressão
A pressão do PT nacional é para Flávio Dino ter Waldir Maranhão como candidato em sua chapa.
Mas nem os petistas maranhenses nem o próprio Dino se convenceram desta participação.
Mesmo filiado ao PT, o parlamentar deve ser apenas candidato à reeleição.

Meia chapa
Com o convite a Alexandre Almeida para concorrer ao Senado, o senador Roberto Rocha (PSDB) garante parte de sua chapa.
Mas precisa ainda viabilizar mais um candidato ao Senado e o seu companheiro de chapa.
O senador espera ter, ao menos, mais um partido em sua coligação, de onde sairá a indicação do seu vice.

Outro caminho
O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) tenta convencer o ex-candidato a prefeito de Imperatriz Ribinha Cunha (PSC) a ser seu vice.
Mas o irmão do ex-candidato, deputado estadual Léo Cunha (PSC), está mais vinculado ao projeto da ex-governadora Roseana Sarney (MDB).
E ao que tudo indica, o PSC será mais um partido na coligação roseanista.


OAB
A disputa pela presidência da OAB-MA começou a mobilizar os advogados maranhenses, faltando ainda oito meses para a eleição.
Articulam candidatura o atual presidente Thiago Diaz e os advogados Daniel Blume, Mário Macieira, Sâmara Braúna e Márcio Almeida.
Pela primeira vez, o comando da seccional é disputado apenas por jovens advogados, sem a presença dos chamados medalhões do Direito.

Misturados
O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), faz uma verdadeira salada sobre o seu apoio nas eleições de outubro.
Ele deve apoiar Flávio Dino para o governo, mas dará palanque também para o roseanista Hildo Rocha (MDB), candidato a deputado federal.
Já a vaga de deputado estadual o prefeito dividiu entre vários candidatos.

DE OLHO

R$ 184 mi É quanto o governo Flávio Dino já arrecadou com multas de IPVA em 2018, forçando o arrocho em motoristas.

E MAIS

• O deputado Raimundo Cutrim promete para esta semana na Assembleia Legislativa novas revelações sobre o caso Décio Sá..

• Não convenceram as explicações dos envolvidos na derrubada do Ginásio Costa Rodrigues durante o governo Jackson Lago.

• O prazo da janela partidária para quem pretende disputar as eleições de outubro entra em sua reta final.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.