Edição Digital

Esporte | No Sampaio

Técnico lamenta “espírito ruim”, mas comemora chance de reforços

Francisco Diá disse que departamento médico “cheio” é preocupante, criticou calendário da FMF, mas celebrou apoio da diretoria na busca por reforços
13/03/2018 às 15h58
Técnico lamenta “espírito ruim”, mas comemora chance de reforços Francisco Diá voltou a lamentar maratona de jogos do Sampaio (Divulgação/Site oficial do Sampaio)

SÃO LUÍS – “Estou achando que baixou um espírito ruim aqui”. Com essa frase o técnico Francisco Diá começou a sua última coletiva de imprensa na sede do Sampaio Corrêa. O treinador iniciou a sua fala reclamando que até o seu celular caiu da mesa. Depois ele lamentou o departamento médico do clube cheio, com as presenças de três jogadores: Marlon, Reginaldo Júnior e Maracas, sendo que o primeiro já é desfalque certo para a partida contra a Ponte Preta pela Copa do Brasil. Pelo menos, Diá pode comemora a possível volta do goleiro titular Andrey, que se recuperou de lesão e treina normalmente.

LEIA MAIS

Calendário diminuiu e Sampaio espera mais tranquilidade

Livre de maratona, Sampaio espera manter bom momento em copas

Presidente do Sampaio promete até 12 contratações para Série B

Francisco Diá voltou a lamentar a maratona de jogos da equipe, que tem 12 partidas temporadas, entre Estadual, Copa do Brasil e Copa do Nordeste, e fez uma crítica ao calendário da Federação Maranhense de Futebol. “Recebi a notícia triste da presença de três jogadores no departamento médico. Essa maratona de jogos nos prejudicou bastante, principalmente no Campeonato Estadual. Interenssante que agora está havendo datas. Eu vejo outros campeonatos, ao contrário do Campeonato Maranhenses, com duas fases, tendo ida e volta, e aqui o Sampaio jogou sete partidas e fazendo jogos em menos de 48 horas. A culpa eu não sei de quem foi, que assinou esse regulamento, e poderia estendido mais”, lamentou o treinador.

Porém, em sua entrevista, o treinador não foi apenas lamentação. Ele agradeceu o apoio da diretoria do clube, da presidência, que abriu uma grande possibilidade de fazer algumas contratações, e revelou que o time vai ser reforçar bastante para o restante da temporada.

“Tivemos uma reunião muito boa. Temos a possibilidade de contratar jogadores para qualificar o elenco. Vamos nos esforçar para irmos em busca dessa classificação que será histórica para o Sampaio”, disse Diá, comemorando a possibilidade de reforços, mas já pensando na Copa do Brasil. O treinador chegou a dizer que até atletas que atuam no exterior vão entrar no radar do Tricolor.

Com a ausência de Marlon, que sofreu uma lesão na coxa, Wellington Rato deve ganhar uma vaga no meio de campo. Maracas, que sentiu um desgaste muscular, e Reginaldo Júnior, que tem um problema no joelho, ainda são dúvidas para a partida. Se for preciso mudar na defesa, Fredson e Odair Lucas disputam a posição, já no ataque não deve mudar porque Reginaldo Júnior vem jogando na reserva.

Sampaio e Ponte Preta se enfrentam nesta quinta-feira (15), no estádio Castelão, às 19h15, pela terceira fase da Copa do Brasil. O primeiro jogo em Campinas terminou em 0 x 0 e o vencer do jogo em São Luís avança.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.