Edição Digital

Política | Sem diálogo

Flávio Dino vai retirar entidades de classe de conselho da Polícia Civil

Governador enviou proposta que altera organização administrativa da Polícia Civil e entre as modificações há a que retira representantes de sindicatos e associações do conselho da PC
Carla Lima/Subeditora de Política13/03/2018 às 15h47
Flávio Dino vai retirar entidades de classe de conselho da Polícia CivilGovernador Flávio dino também quer modificações no conselho da Polícia Civil (Arquivo)

O governador Flávio Dino (PCdoB) pretende modificar mais um conselho. Depois do conselho da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e do conselho Estadual de Esporte, desta vez o comunista pretende modificar o conselho da Polícia Civil.

O que chama atenção é que o governador tenta retirar membros dos conselhos que são membros de sociedade civil organizada.

A proposta de modificação do Conselho da Polícia Civil consta no projeto de lei 365/2017, que tramita na Assembleia Legislativa. Segundo o deputado Eduardo Braide (PMN), as mudanças propostas pelo comunista fará com que o Conselho da Polícia Civil será composto por 10 membros, sendo que todos serão nomeados exclusivamente pelo governador.

Além disso, retira representantes das entidades de classe dos membros da Polícia Civil.

“Após a chegada do PL 365/2017, verificamos uma série de erros e retirada de direitos dos policiais civis por parte do Governo do Estado. Em razão disso, realizamos uma audiência pública que contou com ampla participação de representantes da categoria. Logo depois da audiência pública, o Governo resolveu retirar o PL 365/2017 de pauta para as devidas correções. Só que a emenda veio pior que o soneto: o governador retirou o representante dos delegados, da associação dos servidores, do sindicato dos policiais e da associação dos peritos criminais do Conselho da Polícia Civil. Ou seja, retirou todos os representantes dos policiais civis. O que é isso? Ele quer implantar a ditadura no Maranhão por meio de lei?”, questionou Braide.

O Governo Flávio Dino tem desmontado todos os conselhos populares e de controle social. O governador literalmente implantou a ‘lei da mordaça’ no Maranhão"Eduardo Braide, deputado estadual
Braide lembrou também dos demais conselhos que foram desmontados pelo governador Flávio Dino. Segundo o deputado, o comunista retira os representantes da sociedade civil organizada para não ser contrariado.

"Antes da eleição, o governador pregava por todo o Estado o diálogo. E agora o que nós vemos, é um modelo perverso de aparelhamento dos conselhos representativos por parte do governador Flávio Dino. Todo o Maranhão sabe que ele não gosta de ser contrariado. Por isso que mandou pra cá um Conselho Universitário sem estudantes e com professores indicados diretamente por ele; é por isso que retirou servidores do Legislativo, Judiciário e Ministério Público do Conselho do FUNBEN; é por isso que retirou artistas locais e produtores culturais do Conselho do Fundo Estadual de Cultura (FUNDECMA); é por isso que retirou do Conselho Estadual de Esporte, o representante da Pessoa com Deficiência, da Imprensa Esportiva, do Esporte Amador, além dos Clubes Profissionais", afirmou o deputado.

A previsão é de que os deputados estaduais votem a proposta que modifica a organização administrativa da Polícia Civil na próxima segunda-feira, 19.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.