Esporte | Paulistão

São Paulo recebe a Ferroviária para aliviar pressão e salvar Dorival

Com o técnico ameaçado de demissão, time precisa vencer para amenizar tensão nos bastidores
Gazetapress25/02/2018 às 07h00
São Paulo recebe a Ferroviária para aliviar pressão e salvar DorivalDorival Júnior está sendo pressionado por causa de bons resultados (Divulgação/São Paulo)

São Paulo - Após duas derrotas consecutivas, o São Paulo enfrentará a Ferroviária neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no Morumbi, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Para além dos três pontos, a partida ganha em importância pelas consequências do que o placar do estádio indicar ao final dos 90 minutos.

Um resultado que não seja a vitória provavelmente culminará na demissão do técnico Dorival Júnior, criticado por torcida e cobrado pela diretoria. Por outro lado, um triunfo amenizaria a pressão e daria um pouco mais de tranquilidade ao treinador. Além disso, a equipe ficaria numa situação mais favorável em termos de classificação.

Com dez pontos ganhos, o São Paulo lidera o Grupo B do Estadual, empatado com a Ponte Preta, e à frente de Santo André (8) e São Caetano (7). A ideia é retomar o embalo perdido com os reveses para Santos e Ituano.

“Temos de ter personalidade, não tem mais menino aqui e sabemos da pressão. Se entramos nessa situação, só nós podemos sair. O psicológico é muito importante e precisamos ter confiança. Tem de treinar a cabeça. Saber jogar bola a gente sabe, mas temos de mostrar para ter o torcedor ao nosso lado”, bradou o atacante Marcos Guilherme.

Para tanto, Dorival terá de fazer mudanças na equipe. Com uma contratura na coxa direita, Jucilei está fora de combate, assim como Reinaldo, que levou o terceiro cartão amarelo na última quarta-feira. Em compensação, Petros retorna de suspensão e deve formar dupla de volantes com Hudson, ao passo que Edimar tende a ocupar a lateral esquerda.

As alterações mais significativas, contudo, podem se dar no sistema ofensivo. No treino da última sexta-feira, quando a maior parte dos titulares foi poupada, Diego Souza foi recuado para a sua função original, de meia. Neste início de ano, o camisa 9 vem tendo dificuldade para ajudar como centroavante.

Nesse cenário, há a possibilidade de Nenê, com quem Dorival teve uma longa conversa na sexta, ir para o banco de reservas para a entrada de um homem de referência no ataque, como os centroavantes Tréllez e Brenner.

Na Ferroviária, o objetivo também é reagir após uma derrota. A equipe de Araraquara, que perdeu para o São Caetano na última rodada, desperdiçou a chance de entrar na briga pela classificação no Grupo C e caiu para o quarto e último lugar, com nove pontos.

A crise instalada no Morumbi deixa o time do interior em estado de alerta. “O São Paulo faz um campeonato de altos e baixos, mas não quer dizer que vamos ter vida fácil no domingo. É uma grande equipe que está passando por uma reformulação no elenco. Para esse jogo, eles devem jogar muito concentrados por virem de uma derrota”, previu o zagueiro Luan.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X FERROVIÁRIA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 25 de fevereiro de 2018, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Vitor Carmona Metestaine

SÃO PAULO: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Edimar; Petros e Hudson; Marcos Guilherme, Diego Souza e Cueva; Tréllez (Brenner ou Nenê)
Técnico: Dorival Júnior

FERROVIÁRIA: Tadeu; Diogo Mateus, Patrick, Luan e Velicka; Bruno Silva, Moacir, Elvis e Welinton Júnior; Hygor e Léo Castro
Técnico: PC Oliveira

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte