Cidades | Saúde

Período chuvoso faz aumentar número de casos de viroses

Pessoas com sintomas de gripe são as que mais procuram atendimento nesta época do ano, mas há também quem apresente dengue, conjuntivite e até catapora, comum no período, conforme especialista
Natália Reis / O Estado21/02/2018
Período chuvoso faz aumentar número de casos de viroses Muitas pessoas têm procurado atendimento médico neste período (Biné Morais / O ESTADO)

A estação chuvosa tem ocasionado grande procura por tratamento médico por causa das viroses. Os hospitais de São Luís têm apresentado aumento de 80% na procura por cuidados e tratamentos médicos. Entre as viroses, a gripe é a que se destaca entre os casos de procura nas unidades de urgência e emergência, como as UPAs. O vírus da gripe tem atingindo não só as crianças, que possuem o sistema de defesa mais fraco, como também os adultos.

Segundo a médica Christiane Weba, que atende o setor de Clinica Geral na Unidade de Pronto Atendimento do Vinhais, adultos e crianças procurando atendimento tem sido frequente, diferentemente de outros anos, quando quem sofria mais com as viroses eram as crianças.

A médica destacou ainda que, além do vírus da gripe, muitos pacientes têm relatado outros problemas de saúde como, sintomas de dengue e catapora, que segundo ela tem surgido com mais frequência atualmente, além de conjuntivite.

Sobre a conjuntivite, a médica Christiane Weba relatou que o aumento no número de pacientes também se dá pela rápida proliferação dos vírus. “Com a estação atual, os vírus tem mais facilidade de proliferação, principalmente nos locais fechados, com muita aglomeração”, destacou.

“Devido à gripe, muitos pacientes chegam ao hospital com dor de cabeça, febre, tosse e problemas respiratórios, assim como também náuseas e vômitos, o que pode ser ainda mais preocupante, principalmente quando há sangramento do nariz e gengiva”, acrescentou Christiane Weba.

A médica destacou ainda que nesse período é importante evitar ficar muito tempo em locais fechado e com uma grande quantidade de pessoas, assim como também lavar com uma frequência maior as mãos, evitando levá-las aos olhos, boca e nariz.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte