Cidades | Do passado ao presente

No esquecimento: reforma do mercado segue sem data de início

Enquanto isso, o Mercado Central, que já foi referência econômica pelo volume de vendas diárias, sofre com a evasão de comerciantes e frequentadores
Thiago Bastos / O Estado17/02/2018

SÃO LUÍS - O Mercado Central - que já foi referência econômica na cidade pelo volume de vendas levantado diariamente - sofre com a evasão de comerciantes e frequentadores. A cada ponto visitado internamente, é possível ouvir reclamações de quem ganha a vida no local, seja em relação à infraestrutura e/ou à segurança. Até o momento, de acordo com a direção do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão, não há prazo para o início das obras de recuperação do prédio.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte