Cidades | Mobilidade

Vans são as mais procuradas para viagens neste Carnaval

Esse meio de transporte está sendo cada vez mais utilizado, conforme passageiros, por oferecer praticidade, e ainda os deixa no endereço exato
Daniel Júnior / O Estado09/02/2018
Vans são as mais procuradas para viagens neste CarnavalMuitas pessoas preferem utilizar as vans para viajar pelo comodismo de serem deixado em pontos estratégicos em vez da rodoviária (Biné Morais / O ESTADO)

Viajar de van é uma das alternativas mais procuradas por quem deseja passar o período de Carnaval no interior do estado. O Estado constatou, ontem, que é intensa a movimentação de passageiros na Fonte do Bispo, no centro de São Luís, onde se concentra esse tipo de transporte, com destino às cidades da Baixada Maranhense. O preço da passa­gem varia de R$ 45,00 a
R$ 75,00, dependendo da localidade.

Além de fazer a travessia de ferry-boat, os passageiros que escolhem viajar de van são deixados no destino exato e não apenas em um ponto rodoviário. Os interessados nesse tipo de transporte encontram percursos para diversos municípios maranhenses, como Pinheiro, Peri-Mirim, Santa Helena, São Bento, entre outros. De acordo com uma empresa que realiza viagens para a cidade de Peri-Mirim, os passageiros terão transportes disponíveis durante os quatro dias de folia.

“Não acho seguro viajar de van, mas tomo cuidado. É mais rápido do que viajar de ônibus. Sempre vou sentada e meu filho também. Nunca tive nenhum problema”, relatou a estudante de Pedagogia Sara Rúbia dos Santos Pereira, de 40 anos, que vai viajar para a cidade de São Bento na companhia do seu filho Melquiel Pereira Santos, de 9 anos.

“Vim de Santa Helena resolver umas coisas aqui em São Luís e hoje vou retornar para a minha cidade. Sempre viajo de van, porque é mais acessível que o ônibus”, explicou o aposentado Laerte Silva Vieira, de 73 anos.

Fiscalização
As vans são fiscalizadas pela Agência Estadual de Mobilidade Urbana (MOB). O Estado entrou em contato com o Governo do Estado pra saber como é realizada a fiscalização das vans e a sua periodicidade, mas não obteve informações, mesmo após várias tentativas, por e-mail e ligações.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte