Política | Sem compromisso

Flávio Dino começa 2018 enfrentando cobranças por promessas de 2014 não cumpridas

Lideranças de várias regiões estão usando as redes sociais para lembrar ao comunista compromissos assumidos em campanha
Gilberto Léda04/02/2018 às 07h38
Flávio Dino começa 2018 enfrentando cobranças por promessas de 2014 não cumpridas

O governador Flávio Dino (PCdoB) enfrenta neste início de 2018 uma série de cobranças por conta de promessas de 2014 ainda não cumpridas.

Nesta semana, ganhou repercussão o caso da MA-138, no trecho da rodovia que liga os municípios de Estreito e São Pedro dos Crentes.

A situação na estrada é caótica, principalmente nos trechos de pontes, quase todas de madeira. Em uma delas, sobre o Rio Bom Tempo, um caminhoneiro acabou morrendo no final do ano passado, depois de ser surpreendido pelo desabamento de toda a estrutura de madeira.

Até hoje, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) não promoveu a recuperação. O que motivou um protesto inusitado do prefeito Lahesio Rodrigues (PSDB), de Sã Pedro dos Crentes.

Junto com secretários e assessores, ele ofereceu um bolo e acendeu uma vela pela passagem de um mês da queda da estrutura.

“Estamos aqui comemorando um mês de aniversário dessa ponte que quebrou, caiu. Um mês que o governador do estado virou as costas para esta ponte. Um mês que o seu Clayton Noleto não consegue fazer uma ponte de madeira”, disse o prefeito, criticando a incompetência do Governo do Estado.

“Espero que não complete dois [meses sem a obra], porque a população precisa dessa estrada”, completou.

Cota – Nas redes sociais, moradores do outro município atendido pela mesma rodovia, Estreito, fizeram diferente: organizaram uma cota, para tentar iniciar a recuperação de alguns trechos.

Empresários e agricultores têm se encarregado de conseguir material e, segundo os organizadores, o prefeito Cícero Neco (PMDB) garantiu maquinário e mão de obra para a conclusão dos serviços.

Nas redes sociais, até o pároco de Estreito, Luzimar Moura, cobrou melhorias. Segundo ele, investimentos da ordem de R$ 2 milhões – para recuperação emergencial da estrada -foram “dinheiro jogado fora”.

“A MA-138 é o resultado de uma profunda falta de respeito com o povo sertanejo e, consequentemente, com a população de pelo menos quatro municípios que transitam por ela”, destacou.

Campanha - Durante a campanha de 2014, Flávio Dino esteve na região, e garantiu que recuperaria a rodovia.

“As estradas que são fundamentais terão o meu apoio. E queria aqui destacar o meu compromisso com a estrada que vai até São Pedro dos Crentes, que é um sonho de toda a região”, declarou o comunista, há três anos e meio.

Vereadores cobras hospital em Nunes Freire

Em Governador Nunes Freire, quatro vereadores distribuíram na quinta-feira, 1º, um vídeo em que cobram do governador Flávio Dino (PCdoB), a construção de um hospital para a cidade.

Segundo eles, trata-se de uma promessa de campanha.

Os vereadores Joãozinho e Castelo, ambos do PT, Irmão Geny (PV) e Gordo (PR), foram ao terreno onde seria erguida a unidade, e dispararam críticas ao comunista.

“O senhor teve mais de 71% dos votos válidos aqui em Governador Nunes Freire, mas abandonou a nossa cidade”, disse o vereador Joãozinho.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte