O Mundo | Memória

Historiador russo luta para tirar vítimas de Stálin do esquecimento

Autoridades russas buscam minimizar essas páginas sombrias do passado, usando a carta da unidade nacional
30/01/2018

LENINGRADO - Há 30 anos, o historiador russo Anatoli Razumov trabalha para trazer à tona os nomes daqueles que foram executados nos expurgos de Stálin em Leningrado, atual São Petersburgo, um trabalho que tirou milhares de vítimas do anonimato.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte