Polícia | Assassinato

Polícia identifica suspeitos de bárbaro crime em P. do Lumiar

Solicitada a prisão de cinco pessoas que teriam participação do assassinato de Itamárcio Machado, que foi degolado, mutilado e corpo jogado em terreno baldio
Ismael Araújo25/01/2018
Polícia identifica suspeitos de bárbaro crime em P. do Lumiar  Terreno onde o corpo de Itamárcio Machado foi achado sem a cabeça e os braços (Divulgação)

SÃO LUÍS - A polícia já solicitou ao Poder Judiciário a ordem de prisão contra os cinco suspeitos do assassinato de Itamárcio Machado da Silva, de 38 anos, fato ocorrido na última sexta-feira, em Paço do Lumiar. O corpo foi encontrado com cerca de 30 perfurações de faca em um terreno baldio, nas proximidades do cemitério da Pax da União, sem a cabeça e os braços.

O caso está sendo investigado pela Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), sob coordenação do delegado Felipe César. Ele declarou que a polícia já identificou os acusados e descobriu cada um deles teve uma função na ação criminosa. “A polícia identificou quem desferiu os golpes, quem tentou ocultar o corpo e pessoa que apagou as provas do crime”, explicou o delegado.

Felipe César informou que todos os suspeitos são moradores da Vila do Povo, em Paço do Lumiar, e não fazem parte de facção criminosa como também a vítima. Ainda esta semana, a polícia solicitou o mandado de prisão em desfavor desses criminosos ao Poder Judiciário e as buscas já começaram a serem realizadas nessa região. Já o crime teria sido motivado por dívidas de jogo.

O crime

Na manhã de sexta-feira, 19, moradores encontraram um corpo sem a cabeça e os braços, em um baldio em Paço do Lumiar. A polícia foi acionada e identificou a vítima como Itamárcio Machado da Silva, de 38 anos, morador na Vila do Povo. Os investigadores realizaram buscas na região, mas não encontraram os outros membros da vítima.

Somente na tarde de sábado, 20, os braços foram localizados em um saco de náilon a cerca de 50 metros de onde o corpo havia sido encontrado. No dia seguinte, cabeça da vítima foi encontrada em outro terreno, na MA-201, em frente à área onde estava o restante do corpo. A localização dos braços e da cabeça foi feita por pessoas que residem nas proximidades.

Após o achado da cabeça, equipes da SHPP foram acionadas e iniciaram as investigações, conseguindo identificar os autores do crime, todos moradores na Vila do Povo. O nome dos envolvidos não foram divulgados, mas já foi solicitada a prisão preventiva.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte