Geral | Protesto na Seplan

Governo do Maranhão deve de móveis a papel higiênico, dizem empresários durante protesto

Fornecedores afirmam que várias secretarias do estado não pagaram dívidas e lamentam não pagamento do 13ª de funcionários
28/12/2017 às 16h11
Empresários se reuniram na porta da Seplan para protestar

SÃO LUÍS – Um grupo formado por vários empresários se reuniu, no fim da manhã desta quinta-feira (28), na porta da Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan-MA), no Calhau, para protestar contra a falta de pagamento de várias secretarias do Governo do Estado. Segundo os empresários, o governo deve desde fornecedores de móveis a empresas que fornecem água e papéis higiênicos. Os empresários afirmam que sequer foram recebidos por algum representante do executivo. Muito deles, que são microempresários, ressaltam que estão com dívidas de 13º salário de funcionários e estão sendo “sufocados” pela situação.

Na porta da Seplan, se reuniram fornecedores de móveis, suprimentos de informáticas, água, gás, material de papelaria entre outros. Todos cobrando dívidas de várias secretarias do Governo do Maranhão. Por exemplo, um dos empresários afirmava que a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima) deve de moedor de carne até material de cantina.

Empresários afirmam que não foram recebidos na Seplan

“Eu trabalho com móveis. Entreguei cadeira, mesa, tudo. Não recebi nada. E o problema maior são os impostos, que nós temos que pagar. Agora, a maioria dos empresários aqui não pagou 13ª salários dos seus funcionários. Isso é uma situação que está fora da lei. Os seguranças não deixaram nem a gente entrar na secretaria. No entanto, ninguém recebeu a gente”, disse o empresário José Lourenço Borges.

Os empresários afirmam que as secretarias que mais devem são a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (SECTUR). Porém, eles garantem que quase todas as secretarias estão devendo.

No fim do protesto, representantes de algumas secretarias apareceram no local para tentar acalmar os ânimos dos revoltosos, mas até o momento nada foi resolvido.

Em nota, o Governo do Maranhão informou que a Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) recebeu o grupo de empresários no início da tarde desta quinta-feira (28), ocasião em que eles foram comunicados de que os pagamentos serão retomados na segunda quinzena de janeiro.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte