Polícia | Facção criminosa

Decretada prisão de três suspeitos de homicídio e tortura

Dois dos denunciados, mesmo em Pedrinhas, comandavam os crimes na Cidade Olímpica
Daniel Júnior 21/12/2017
Decretada prisão  de três suspeitos de homicídio e torturaJosué, Rony e Anderson praticavam crimes na Cidade Olímpica (Divulgação)

SÃO LUÍS - A polícia cumpriu ontem um mandado de prisão preventiva contra Anderson da Silva Pereira, Josué Santos da Silva e Rony Kassio Chaves de Araújo, por formação de quadrilha e homicídio. Os dois últimos estão presos em Pedrinhas e do xadrez orientavam seus comparsas, principalmente Anderson, a praticar crimes em São Luís, inclusive na Cidade Olímpica.

O bando é suspeito de cometer homicídio qualificado e tortura e manter em cárcere privado uma mulher, que seria namorada de um dos membros da quadrilha. As prisões foram efetuadas pela Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

De acordo com a polícia, o trio teria matado um jovem, identificado como Geovane Barros Moreno, o Dudu, na Cidade Olímpica, no dia 24 de outubro de 2016. Ainda segundo a polícia, o motivo seria um suposto envolvimento da ex-namorada de Rony com a vítima, o que feriu um dos artigos do estatuto da facção. Além da morte do jovem, a quadrilha torturou e manteve em cárcere privado a mulher de Rony, mas ela conseguiu escapar do cativeiro.

Os três foram apresentados on­tem e em seguida levados para o Centro de Triagem de Pedrinhas, onde estão, à disposição da Justiça. “Josué Santos da Silva, o Gaspar, é o líder da facção. Ele estava preso por crimes de homicídios, associação criminosa, tráfico de drogas e roubo desde 2014. O Rony Kassio cumpre pena desde 2015. Teria sido ele o mandante do assassinato do jovem na Cidade Olímpica e da tortura contra a sua ex-namorada”, explicou um dos policiais da SHPP, que preferiu não se identificar. l

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte