Vida | Saúde

Conscientização sobre câncer de próstata precisa evoluir

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), cerca de 20% dos pacientes são diagnosticados em estágios avançados; novos tratamentos garantem mais tempo de vida; uso de enzalutamida antes da quimioterapia foi aprovado
15/12/2017

São Paulo - O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que mais de 61 mil homens serão diagnosticados com câncer de próstata entre 2016 e 2017 - o que o torna o campeão entre todos os tipos incidentes nos homens (com exceção do câncer de pele não-melanoma), com quase 30% de todos os casos no Brasil. O tratamento evoluiu muito nos últimos anos, mas cerca de 25% dos pacientes ainda morrem devido a doença. Muitos, pela demora em obter o diagnóstico. "Cerca de 20% dos pacientes ainda são diagnosticados em estágios avançados, embora, nos últimos anos, esse índice tenha diminuído. É uma doença silenciosa. Precisamos deixar de lado preconceitos e evoluir na prevenção e no diagnóstico", afirma o oncologista Fernando Maluf, especializado na patologia.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte