Geral | Prisão preventiva

Filho do ex-prefeito “Nenzin” é preso suspeito de ter assassinado o pai

Além de “Júnior de Nenzin”, mais dois homens já foram presos, suspeitos de participação no caso
Oestadoma.com08/12/2017 às 08h22
Filho do ex-prefeito “Nenzin” é preso suspeito de ter assassinado o pai Mariano Júnior, conhecido como “Júnior de Nenzin”, foi preso em Barra do Corda. (Reprodução/TV Mirante)

BARRA DO CORDA – No início da manhã desta sexta-feira (8), a polícia prendeu Mariano Júnior, conhecido como “Júnior de Nenzin”. Ele é o principal suspeito de ter assassinado o pai, Mariano de Sousa, o “Nenzin”, ex-prefeito de Barra do Corda.

Saiba mais sobre o caso:

Caso Nenzin: secretário de Segurança confirma prisão de dois suspeitos

Filho de Nenzin é suspeito de participação na morte do ex-prefeito

A informação da prisão do suspeito foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, em sua página no Facebook.

Segundo informações do secretário, foi montada uma campana durante a noite, na tentativa de capturar “Júnior de Nenzin”, o qual teve a prisão preventiva decretada nessa quinta-feira (7), pela Justiça. O filho do ex-prefeito foi preso em uma residência onde estava escondido, na cidade de Barra do Corda.

Além de “Júnior de Nenzin”, mais dois homens já foram presos, suspeitos de participação no caso. Eles trabalhavam para a família do ex-prefeito e são apontados como cúmplices na morte de “Nenzin”.

A motivação para o assassinato de Nenzim seria a questão da venda de gado da fazenda da família, que era administrada por Júnior. O ex-prefeito de Barra do Corda teria notado uma irregularidade, e queria esclarecer isso com o filho, segundo as investigações da SSP.

“Algumas pessoas afirmaram, em depoimento registrado na delegacia de Barra do Corda, que o pai (Nenzim) fez uma conferência na fazenda. Eram 635 cabeças de gado, e agora só tinham 81. Os dois, Junior e Nenzim, iriam fazer a conferência”, explica o secretário de Segurança.

Segundo a SSP, há possibilidades de “Júnior de Nenzin” ser transferido para São Luís, ainda nesta sexta, de helicóptero.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte