Edição Digital

Estado Maior

A vez do Ibope

07/12/2017

Se pensava em passar um fim de ano vermelho, com seus amigos comunistas na praia, ao som da também comunista Leci Brandão - que levará mais R$ 50 mil dos cofres públicos maranhenses, a exemplo de 2016 -, o governador Flávio Dino (PCdoB) tem motivos de sobra para uma virada de ano difícil, cheio de preocupações e tentativas de acertos.
Não bastasse a pesquisa do Instituto Vox Populi, que mostrou a realidade da corrida eleitoral maranhense - bem diferente das pesquisas da Exata, contratadas pelo Palácio dos Leões - e apontou para uma vitória da oposição em 2018, Dino terá que se preparar para números ainda mais tradicionais, como os do Ibope.
O instituto do Rio de Janeiro deve realizar pelo menos uma pesquisa de intenção de votos antes do dia 31 de dezembro, o que deve dar maior chancela nacional aos números da disputa no Maranhão, já com forte repercussão na mídia nacional.
Para tentar neutralizar os efeitos da pesquisa Vox Populi, o comunista que ora ocupa o Palácio dos Leões usou novamente a Exata, divulgando pesquisa dias antes. Mas a população, já ressabiada, nem sequer ligou para os números vermelhos. Além disso, a acertada estratégia da contratante do Vox Populi, a Jakarta Publicidade, gerou ainda mais expectativa nos meios políticos.
O Ibope poderá dar a chancela final à realidade eleitoral maranhense, mostrando exatamente como está a sucessão do comunista Flávio Dino na virada do ano pré-eleitoral para o eleitoral. E Dino terá um réveillon para não esquecer.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.