Pergentino Holanda

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h34
cARMEN MAYRINK VEIGA cercada de telas assinadas por grandes pintores que se inspiraram nela
cARMEN MAYRINK VEIGA cercada de telas assinadas por grandes pintores que se inspiraram nela
LIANA Gomes Pereira acaba de realizar um sonho antigo. Passou duas semanas conhecendo as maravilhas da China. Ela circulou pelos lugares mais emblemáticos do mais populoso país do mundo, mas sua emoção maior, no entanto, foi passar um dia inteiro convivendo com os pandas, brincando com eles, dando alimentos pra eles. Para tanto, fez treinamento especial. E saiu de lá com a sensação de ter vivido um autêntico conto de fadas
LIANA Gomes Pereira acaba de realizar um sonho antigo. Passou duas semanas conhecendo as maravilhas da China. Ela circulou pelos lugares mais emblemáticos do mais populoso país do mundo, mas sua emoção maior, no entanto, foi passar um dia inteiro convivendo com os pandas, brincando com eles, dando alimentos pra eles. Para tanto, fez treinamento especial. E saiu de lá com a sensação de ter vivido um autêntico conto de fadas

Nunca haverá outra mulher como Carmen
Uma das maiores virtudes de uma pessoa pública é saber sair de cena no momento certo. Como fez Greta Garbo. E, mais recentemente, Carmen Mayrink Veiga, que debilitada por uma doença que a colocou numa cadeira de rodas, evitou a exposição pública. Autoexílio que preservou sua imagem até a morte, aos 88 anos, no último domingo.
Carmen, a propósito, não precisou morrer para se transformar em lenda. Muito antes disso ela já era a maior lenda da elegância e do glamour de uma época de ouro da sociedade brasileira e do jet set internacional da segunda metade do século XX.
Referência em estilo pessoal, Carmen Mayrink Veiga frequentou as páginas das mais influentes revistas do mundo. E tinha uma luz própria imortalizada em retratos pintados por Cândido Portinari, Andy Warhol e Di Cavalcanti.
Considerada uma das mulheres mais elegantes do seu tempo, por gente como Truman Capote, Diana Vreeland e Anna Wintour, Carmen passou seus últimos anos lutando contra uma paraparesia espástica tropical, doença que limitava seus movimentos.
Mas enquanto pontificava nos salões elegantes, suas festas, viagens e estilo de vida fizeram parte do imaginário de gerações. Sintonia de elegância e sofisticação atemporais, tingidas com o charme de uma das mais elegantes mulheres do mundo, ainda muito jovem, a brasileira foi considerada pelos jornalistas de Nova York uma das mais bonitas mulheres do planeta. E foi a única brasileira citada na biografia oficial do estilista Yves Saint Laurent.
Aliás, não só Saint Laurent, mas Givenchy, Lacroix, Pierre Cardin, Valentino, Azzaro e Ungaro assinam o guarda-roupa de mais de 400 vestidos usados por Carmen para frequentar festas em castelos, palácios e nos mais chiques endereços do circuito Rio–Paris–Londres–Nova York. Sempre ao lado de barões, príncipes, presidentes e sobrenomes endinheirados.
Dona de um enorme refinamento e extremo bom gosto, Carmen foi a melhor tradução desta frase: “A moda sai de moda, o estilo jamais.”
E deixou seu nome gravado na pedra como um símbolo da elegância eterna.

Em Nova York
Durante todo o dia de ontem o telefone celular de Dona Marly Sarney não parou de tocar.
Eram chamadas de parentes e amigos do Maranhão e de todo o Brasil que queriam cumprimentar a ex-Primeira Dama do país pelo transcurso de sua nova idade.
Dona Marly, que está circulando em Nova York, após acompanhar o presidente e escritor José Sarney na Feira do Livro de Guadalajara, no México, comemorou os seus 85 anos sem festa.
Há algum tempo com dificuldades para andar, por causa de problemas num dos joelhos, hoje à tarde a ex-Primeira Dama do país se submete a um minucioso exame ortopédico com um dos maiores especialistas do mundo.

A estrela sobe
A Promotora de Justiça e escritora Ana Luiza Almeida Ferro, que pertence aos quadros de várias instituições culturais maranhenses, vai tomar posse no Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina (IHGSC), como membro correspondente.
A solenidade será amanhã na cidade de Florianópolis-SC, no auditório da imponente Casa José Boiteux, durante o encerramento do Ano Acadêmico do IHGSC.
Fundado em 1896, o IHGSC é a instituição maior da memória catarinense.
A historiadora, que também se tornou Acadêmica correspondente da Academia Cearense de Letras, é sócia efetiva do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão - IHGM e possui 14 livros publicados, dentre os quais a premiada obra 1612, sobre a França Equinocial e a fundação de São Luís.

Loja conceito
Depois de inaugurar 17 lojas pelo Brasil durante este ano, a rede de calçados fast fashion Studio Z põe em prática a sua reformulação estratégica que vai mudar a forma das consumidoras enxergarem o varejo de calçados em 2018.
Para começar, será inaugurada uma loja conceito em São Luís no próximo dia 7, no novíssimo Garden Shopping Calhau.
Considerada uma das maiores redes de calçados de autosserviço, a STZ soma 80 lojas espalhadas pelo Brasil – algumas delas com até 2 mil m² – e atende uma média de 600 mil clientes por mês.

Vem aí o Baile do Havaí
Responsável pela produção de grandes festas realizadas em São Luís nos últimos 30 anos, Nacor Holanda decidiu tocar um evento sozinho em 2018. E vai realizar o Baile do Havaí, o primeiro grande baile pré-carnavalesco da temporada, com ambientação assinada pelo decorador José Pestana, nos salões do Rio Poty Hotel. O Baile do Havaí está marcado para o dia 2 de fevereiro, Dia de Iemanjá, e tem tudo para ser o grande baile de abertura do pré-Carnaval de São Luís.

TRIVIAL VARIADO
A designer Niêde Buhatem expõe hoje, a partir das 16h, sua nova coleção de bijuterias e semi joias, criadas especialmente para as festas de Natal e Ano Novo. Quem já viu as peças diz que são belíssimas.

Esta terça-feira é de celebração para o senador Edison Lobão e os escritores Antonio Carlos Lima e Carlos Gaspar. Eles estão mudando de idade e, certamente, vão ser muito festejados por seus numerosos amigos.
A conta de luz, que pesou muito no bolso este ano, ficando acima da inflação, vai se tornar mais cara ainda em 2018. A arrecadação adicional não tapou os rombos.

O próximo sábado é de Amaro Santana Leite e Ana Lúcia Albuquerque. O casal reúne convidados do Maranhão e de outros Estados, como Rio de Janeiro e São Paulo, para a sua tradicional confraternização de fim de ano.
Fátima e Ernando Cavalcante já estão de ticket marcados para passar as festas de fim de ano em Barcelona, com o filho Roberto, a nora e os dois netos, que ali residem.

Nesta quarta-feira haverá audiência pública na Câmara dos Deputados para debater a regulamentação da profissão de contador de histórias. Muitos parlamentares que participarão são especialistas no assunto.

DE RELANCE

A última socialite

Carmen eclipsava todos ao seu redor – especialmente as ‘locomotivas’ da sociedade que tentavam imitá-la. Ela representava um Brasil que não existe mais: hoje, o dinheiro está nas mãos de emergentes, os ‘novos ricos’. As socialites de hoje não possuem o glamour genuíno, o porte, o esplendor que Carmen exalava. Mesmo quando seu clã conheceu a decadência financeira, não perdeu o estilo e a alegria de viver. Mais francês, impossível!

A última socialite 2
Carmen Mayrink Veiga esteve algumas vezes nos programas de TV de Jô Soares e Amaury Jr. Era tratada como celebridade do primeiro time, ainda que o povão não soubesse sequer o nome daquela senhora tão distinta. Numa entrevista a Márcia Peltier, no Copacabana Palace, ela declarou: “O coração é seu, pode sofrer. O rosto é do público, sorria sempre”. E disse ainda, serena: “Você tem que viver com o que a vida te oferece, não com o que você quer. Minha vida foi inacreditavelmente boa”.

A última socialite 3
Quando Carmen Mayrink Veiga com o marido Tony enfrentaram uma dura crise financeira, com os bens penhorados e “visitas” constantes de oficiais de Justiça, foi convocada para prestar esclarecimentos numa delegacia sobre as obras de arte que tinha em sua casa. Um repórter menos avisado se aproximou dela e emendou a pergunta: “Como a senhora recebeu a intimação da Justiça?” E Carmen, sem perder a pose e a elegância, respondeu: “Sentada.”.

Choro na Praça do Letrado
A Praça do Letrado, no Vinhais, recebe a próxima edição de RicoChoro ComVida na Praça. Será neste sábado, dia 9, a partir das 19h. Os experts da vez serão a DJ Vanessa Serra, o Instrumental Pixinguinha, Chico Saldanha e Fátima Passarinho. Um time de primeira linha. O evento conta com o apoio cultural da TVN, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Maranhão.

Na linha de tiro
O governo Temer joga o último cartucho político com a votação da reforma da Previdência. Se conseguir aprovar, dará demonstração de força. Caso seja derrotado, vai se enfraquecer com a diluição da base de sustentação na Câmara dos Deputados.

Quadro sombrio
Em 1940, a expectativa de vida da população brasileira era de 45 anos. De lá pra cá, cresceu 30 anos. Não foi o suficiente para sucessivos governos se empenharem na criação e manutenção de reservas capazes de sustentar o pagamento digno de aposentadorias. Hoje, faltam 250 bilhões de reais por ano no fechamento das contas. Para cobrir o rombo, o dinheiro sai diretamente do Tesouro Nacional, competindo com a destinação para a Saúde, a Educação e outros setores.

Coco na tela grande

Entendo que a tradução foi necessária. Chamar um filme de "Coco" no Brasil soaria estranho. Mas nunca uma tradução de título atrapalhou tanto um filme quanto nesse caso. Viva, a Vida é uma Festa só pode ser fruto de preguiça. A genial animação da Disney-Pixar não diz nada disso. Coco é um nome de uma velha, muito velha, bisavó mexicana prestes a perder a memória. O resto eu não conto. Mas, quando o filme estrear em São Luís, possivelmente no mês que vem, lembre: o nome é Coco. É dela, da família dela e da importância da memória que ele fala.

Para escrever na pedra:

“Certas perdas trazem consigo ganhos inesperados. E certos finais são apenas o começo”. De Lídia Vasconcelos, escritora.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.