Economia | PIS/Pasep

Mais de 135 mil trabalhadores sacaram abono salarial no MA

De acordo com informações do Ministério do Trabalho, ainda há 294.372 trabalhadores no estado com direito a receber o benefício, que dependendo do período trabalhado no ano-base, varia de R$ 79,00 a R$ 937,00
25/11/2017

Um total de 135.538 trabalhadores no Maranhão com direito ao Abono Salarial do PIS/Pasep, ano-base 2016, já sacaram o benefício, o que corresponde a 31,53% do quantitativo de 429.910 pessoas identificadas pelo Ministério do Trabalho no estado que têm direito a esse dinheiro extra. O montante pago até agora é de R$ 103.025.439,96.
Portanto, ainda há 294.372 trabalhadores no estado com direito a receber o abono salarial, que dependendo do período trabalhado no ano-base, varia de R$ 79,00 a R$ 937,00. Mais R$ 223.758.686,21 ainda serão injetados na economia maranhense em pagamento de abono salarial.
Segundo o Ministério do Trabalho, em todo o país o recurso já foi liberado para os empregados de empresas privadas (PIS) nascidos de julho a novembro e para servidores públicos com inscrições no Pasep de 0 a 4. O prazo final de pagamento é 29 de junho de 2018.
O abono salarial já foi liberado para mais de metade dos trabalhadores brasileiros. No entanto, somente 30,56% das pessoas com direito ao benefício sacaram o dinheiro até este momento. Desde julho, quando foi liberado o primeiro lote do abono, 7,49 milhões de trabalhadores sacaram o dinheiro, que soma R$ 5,51 bilhões. Há ainda mais de 17 milhões de beneficiários para receber quantias que, juntas, chegam a R$ 12,52 bilhões.
É pré-requisito para ter direito ao abono estar cadastrado no PIS ou Pasep pelo menos cinco anos antes do ano-base. E a empresa para a qual a pessoa trabalhava em 2016 precisa tê-la registrado no Relatório Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho.
Os trabalhadores vinculados ao PIS retiram o dinheiro nas agências da Caixa ou casas lotéricas de todo o país. Os vinculados ao Pasep sacam o benefício no Banco do Brasil. Para saber quando o dinheiro será liberado, é necessário ficar atento ao calendário, que é vinculado ao mês de nascimento dos empregados privados e ao número final da inscrição dos servidores.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte