Política | Lava jato

TRF nega pedido de destruição de provas feito por Lula

Advogados do ex-presidente queriam tornar nulas conversas entre o escritório e o cliente
09/11/2017

BRASÍLIA - O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), indeferiu, no início da noite de terça-feira, 7, pedido liminar do escritório Teixeira, Martins e Advogados, que defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, contra decisão da 13ª Vara Federal de Curitiba que disponibilizou em secretaria os arquivos de áudio captados de um dos ramais do escritório. O autor também requeria a inutilização do material.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte