Estado Maior

Pelo caminho

09/11/2017

Destaques nas eleições municipais de 2016, a ponto de serem apontados como nomes de peso nas eleições de 2018, a deputada federal Eliziane Gama (PPS) e os estaduais Eduardo Braide (PMN) e Wellington do Curso foram perdendo força ao longo do ano; e chegam ao fim de 2017 praticamente esquecidos do debate sobre o Governo do Estado.
No que diz respeito a Eliziane Gama, é bem verdade que seu nome esvaziou-se politicamente já durante a própria campanha municipal, que ela iniciou como favorita em São Luís e acabou amargando um desalentador quarto lugar. Hoje, a deputada federal mais votada nas eleições de 2014 tem apenas um arremedo de candidatura ao Senado para tentar apresentar ao debate eleitoral do ano que vem.
Wellington do Curso também chegou ao seu auge no primeiro turno das eleições de 2016. Ganhou força durante a campanha, superou Eliziane, ameaçou o prefeito Edivaldo Júnior (PDT), mas acabou ficando em terceiro lugar. Tentou apresentar-se como
opção ao governo - ou ao Senado - mas seu discurso não foi levado a sério.
Dos três destaques de 2016, apenas Eduardo Braide continuou com força ao longo de 2017. Mas ele próprio optou por sair do debate, recusando-se a discutir qualquer projeto majoritário para o Maranhão. A confirmação da candidatura da ex-governadora Roseana é a pá-de-cal na candidatura de Braide, que deve mesmo buscar uma vaga na Câmara Federal.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte