Cidades | Apelo

Ponte danificada oferece risco aos moradores no Turu

Comunidade diz que há vários anos solicita da Prefeitura a recuperação da ponte, mas até o momento não foi atendida; outo problema é o descarte irregular de lixo
02/11/2017

SÃO LUÍS - A falta de manutenção de uma ponte na Travessa Coroatá, na região do Turu, tem oferecido risco e preocupado moradores daquela comunidade. Além do perigo eminente da ponte cair, a área virou alvo de despejo de lixo de todo tipo, além de abrigo para marginais.

Segundo moradores, há vários anos que são solicitadas melhorias à Prefeitura de São Luís para recuperar a ponte, mas as promessas de obras, principalmente em épocas de campanhas políticas, nunca foram concretizadas.

As bases da ponte estão completamente comprometidas e é possível perceber, visivelmente, a vergadura nas estruturas. Em razão disso, os moradores colocam entulho de construção para evitar o desmoronamento da ponte.

Djardson Silva, 48 anos, morador há 20 anos na Travessa Coroatá, disse que a comunidade vem pedindo às autoridades municipais a recuperação da ponte. “A gente já recebeu várias promessas mas nada foi resolvido. Será que a recuperação vai acontecer?”, indagou.

Muitos reclamam ainda da presença de marginais na região, principalmente pela falta de iluminação pública. Um outro problema são os buracos na vias, dificultando o tráfego de veículos e a passagem de pedestres. O Estado conseguiu flagrar a colocação de lixo doméstico e até guarda-roupa em uma área da comunidade.

Lixo

Outro morador a reclamar disso foi Sérgio Galvão, de 45 anos e que mora ali há mais de 8 anos. “Os moradores se somam à falta de atenção do poder público e jogam lixo aqui. Uma moradora colocou sua casa à venda ali há mais de dois anos por ter desistido de esperar melhorias. Só podemos contar com a imprensa pra denunciar esses casos e aguardar dias melhores”, concluiu.

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou, por meio de nota, que está pavimentando ruas de bairros e os principais corredores viários da capita, por meio do Programa Asfalto na Rua. A Semosp disse que vai enviar uma equipe para avaliar as condições da ponte citada na reportagem a fim de planejar as ações necessárias de recuperação.

O Comitê Gestor de Limpeza Urbana, da Prefeitura de São Luís informa que o acúmulo de resíduos sólidos na área da ponte da Travessa Coroatá, no Planalto Turu II, é decorrente do descarte irregular de lixo feito pela população da região, visto que ao longo da via a coleta está regular e segue o cronograma de coleta do bairro e que o recolhimento feito pelos caminhões ocorre às segundas, quartas e sextas no período diurno. O órgão comunica ainda que enviará uma equipe técnica ao local para verificar a situação e providenciar a remoção do lixo acumulado.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte