Geral | Serviços incompletos

Governo não cumpre prazo de entrega de obras de mobilidade

Serviços na ponte Pátio Norte, que interligará as MAs 201 e 202 que deveriam ter sido concluídos no mês passado estão atrasados; a entrega da ponte está prevista para fevereiro do ano que vem
Thiago Bastos / O Estado26/10/2017
Governo não cumpre  prazo de entrega de  obras de mobilidadeA ponte do Pátio Norte deverá ser entregue em fevereiro do próximo ano (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS - O prazo de conclusão das obras do corredor urbano - executadas pelo Governo do Estado e que interligará as MAs 201 (que dá acesso à São José de Ribamar) e 202 (Estrada da Maioba) - não foi cumprido e os serviços estão atrasados. A via, chamada de ponte Pátio Norte, deveria estar pronta desde o mês passado, no entanto, as obras de conclusão do corredor foram iniciadas apenas em agosto deste ano. A entrega da ponte está prevista para fevereiro de 2018.

A assinatura da ordem de serviço para a construção da ponte que, de acordo com o governo, solucionará a “problemática do trânsito na região da Forquilha”, foi feita pelo governador Flávio Dino (PC do B) no dia 14 de novembro do ano passado. À época, de acordo com a equipe técnica da Secretaria Estadual de Infraestrutura (Sinfra), os trabalhos seriam finalizados em setembro deste ano. De acordo com o governo e conforme placa fixada no canteiro de obras, os serviços estão orçados em R$ 11.703.635,86.

O Estado esteve no canteiro de obras na tarde de ontem,25, e constatou que trabalhadores atuam para concluir a ponte. Nenhum dos operários quis falar sobre o prazo para a conclusão dos serviços.

De acordo com o governo, cerca de R$ 11 milhões previstos para a construção da ponte Pátio Norte também serão usados para a pavimentação de vias nas imediações. A Sinfra não especificou quais ruas serão recuperadas e nenhuma máquina foi observada nas vias próximas ao canteiro de obras. Segundo a pasta estadual, a ponte terá 220 metros de extensão e a via de acesso até a estrutura terá pouco mais de 3 quilômetros.

Nota da Sinfra

A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) informa que a alteração da data de entrega do Corredor de Ligação entre as MAs 201 e 202 ocorreu por questões ambientais e entraves na desapropriação de terra. Os recursos utilizados são do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Também houve a doação do projeto da ponte por parte da construtora Canopus Engenharia. A previsão para a entrega da obra é fevereiro de 2018.

Outras pontes

Em reportagem publicada em seu site, ontem, o governo informou acerca da construção de outras duas pontes (da Juçara e da Vitória), próximas à Pátio Norte, que deverão ser concluídas ainda este ano. O Estado checou ontem como estão as obras da ponte da Juçara. Apenas uma retroescavadeira estava no local retirando entulhos.

Moradores do residencial Buriti, que fica na localidade da obra, disseram que os serviços para a construção do acesso começaram há pouco tempo. “Estes trabalhadores estão aí desde agosto. Antes não via ninguém”, disse o autônomo Wellington Silva, morador da rua Oswaldo Faria, no residencial, em São José de Ribamar. No canteiro da ponte da Juçara não consta qualquer informação sobre o valor da obra.

Obras do Mais Asfalto

Ainda segundo o governo, as obras das pontes Pátio Norte, da Vitória e da Juçara fazem parte do programa Mais Asfalto. Já foram investidos cerca de R$ 80 milhões que garantirão 500 quilômetros de ruas e avenidas restauradas nos quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa).

Número

R$ 11.703.635,86 é o valor que será gasto, de acordo com o governo, na construção da Ponte Pátio Norte

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte