Cidades | Mudanças

Anel Viário passará por reforma e barraqueiros deixarão a área

Segundo superintendente da Blitz Urbana, serão construídas novas vias para circulação de automóveis e pedestres; barracas serão remanejadas para praças e feiras a serem escolhidas
19/10/2017
Anel Viário passará por reforma e barraqueiros deixarão a áreaTodas as barracas que atualmente ficam no Anel Viário serão remanejadas para outros locais da cidade (Paulo Soares / O Estado)

SÃO LUÍS - Barraqueiros que ocupam a área do Anel Viário, nas imediações da Fonte do Bispo, que tiveram seus estabelecimentos interditados em operação realizada no último dia 5, serão remanejados para praças e feiras a serem escolhidas por eles mesmos. Acordo nesse sentido foi firmado em reunião realizada na última terça feira, 17, com donos de barracas, na sede da Blitz Urbana, com participação, também, da Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL), da Subprefeitura do Centro Histórico e da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

Segundo o superintendente da Blitz Urbana, Joaquim Urbana, a finalidade da reunião foi buscar um acordo com os barraqueiros, permitindo que essas pessoas exerçam seu trabalho e garantam seu sustento em outras áreas da capital. Dessa forma, segundo o gestor da Blitz Urbana, os proprietários das barracas interditadas serão removidos para outras áreas, como praças e feiras, as quais devem ser escolhidas por eles próprias.

Quanto às barracas ainda em funcionamento, Azambuja informa que essas serão interditadas 10 a 10, até a finalização e desativação de todas.

Alvenaria
O mesmo deve acontecer com os comerciantes que ocupam estruturar de alvenaria e que possuem autorização do poder público para trabalhar. “Nenhuma barraca será permitida naquele local. Todas serão retiradas, até mesmo aquelas onde os barraqueiros alegam ter autorização para funcionar e pagam impostos à Prefeitura de São Luís há anos”, anunciou Azambuja.

De cara nova
Uma ampla reforma estrutural do Anel Viário está programada. Segundo Joaquim Azambuja, a obra abrangerá toda área, onde serão construídas novas vias para circulação de automóveis e pedestres.

Perguntado sobre o projeto de uma área de lazer para a região do Anel Viário, o subprefeito do Centro Histórico de São Luís, Fabio Henrique Farias Carvalho, respondeu que o suposto projeto não passa de especulação, sem confirmação alguma por parte do Governo do Estado.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte