Edição Digital

Esporte | Nova função

Iziane Castro assume diretoria técnica do Sampaio Basquete

A dirigente será a responsável pela montagem da equipe e comissão técnica que disputará a LBF 2017/2018
07/10/2017
Iziane Castro assume diretoria técnica do Sampaio Basquete

SÃO LUÍS - Iziane Castro está de volta ao Sampaio Basquete. Porém, a maior estrela do basquete maranhense retornou ao clube como dirigente. Ela assumiu como diretoria técnica da equipe, que busca o bi campeonato na Liga de Basquete Feminino (LBF) 2017/2018. O maior desafio da ex-atleta é montar uma equipe competitiva para o torneio, mas, segundo ela, para tanto, o projeto depende de apoio do poder público, que analisa uma proposta sugerida pela diretoria do time tricolor.

Após comemorar o título da LBF 2015/2016, Iziane disputou a Olimpíada do Rio 2016 e logo em seguida se aposentou das quadras. Porém, ela não ficou muito tempo longe do esporte, e atendendo a um convite da diretoria do Sampaio Basquete, assumiu a diretoria técnica da equipe. “Acho que era o caminho natural. Para mim trabalhar como cartola é um grande desafio. Já estava seguindo nesta direção, pois sou acadêmica de administração de empresas. Estou na função que eu gosto”, afirmou.

Apesar de muitas ex-atletas trabalharem como treinadoras, Iziane disse que sempre quis ser dirigente esportiva. “É a área que eu gosto de trabalhar. Nunca gostei de formar atletas. Sempre me imaginei como cartola e nunca como treinadora”, explicou.

Para Iziane, o que mais lhe atraiu no convite para assumir o cargo é o trabalho social desenvolvido pelo clube. “O projeto do Sampaio Basquete é muito maior que trazer jogos de basquete para São Luís e formar atletas de ponta. O trabalho social é o que mais me atrai. A ideia de globalizar a proposta que une esporte, lazer e cidadania, que é possível graças a união de esforços da equipe, das empresas patrocinadoras e do poder público, por meio do Governo do Estado pela Lei de Incentivo”, destacou.

Agora, a maior preocupação da dirigente é quanto a certificação do projeto do Sampaio Basquete pelo Governo do Estado. “Já foi dada entrada na documentação necessária para que o Governo do Estado dê a certificação ao projeto, pois, sem ele, fica quase impossível disputarmos a LBF de forma competitiva. Além disso, o prazo para montarmos um time de ponta está acabando, porque a LBF terá início 8 de janeiro de 2017 e temos menos de dois meses para contratar jogadoras e treinar. E as melhores jogadores daqui há um mês estarão todas empregadas”, detalhou.

Iziane salientou ainda que, por falta de competições na região, a dificuldade para contratar atletas é ainda maior. “Como o Sampaio Basquete disputa apenas a LBF temos que importar um time inteiro do Sul do País e até do exterior”, advertiu.

A dirigente lembrou ainda o sucesso de público do Sampaio Basquete quando conquistou o título da LBF contra o Corinthians/Americano e conseguiu colocar mais de 6 mil pessoas no Ginásio Castelinho. “Além do Sampaio Corrêa ter um nome muito forte no Estado, o torcedor maranhense demonstrou que gosta do esporte e tivemos as maiores médias de público da competição. Sem falar do lado social, das várias toneladas de alimentos arrecadados que foram doados para instituições sociais”, ressaltou.

O presidente do Sampaio Basquete, Murilo Dias, destacou a importância de Iziane para o projeto. “Embora ache que ela ainda poderia jogar em alto nível, como dirigente Iziante tem muito a contribuir com a gente na montagem do time pela grande experiência que ela acumula no basquete com duas olimpíadas e três mundiais no currículo”, ponderou.

O dirigente também lembrou a importância da ajuda do Governo do Estado ao projeto por meio da Lei de Incentivo. “A gente conta com esse apoio, pois sem ele não tem como participar da LBF. Atualmente, as empresas só patrocinam o esporte por meio da Lei de Incentivo, porque ganham descontos em impostos. Acho que apoiar o Sampaio Basquete seria importante também por causa do Ginásio Costa Rodrigues, que deve ser entregue em breve. E os jogos da LBF são garantia de casa lotada”, finalizou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.