Geral | Projeto

Culinária terapêutica traz qualidade para crianças

Projeto Sabores da Vida conta com uma equipe de profissionais da área de saúde, que vem desenvolvendo ações humanizadas que estão melhorando a vida de crianças com deficiência e também de seus familiares em São Luís
02/10/2017

estos simples de carinho que carregam lições, brincadeiras que divertem e estimulam o pensamento. Foi assim a tarde especial que aconteceu na última sexta-feira 29, na Oficina de Arte Culinária do Hospital Nina Rodrigues, ação que faz parte do Projeto Sabores da Vida, que reúne crianças e adolescentes com diferentes deficiências.
Cada ação tem apenas um objetivo: melhorar a qualidade de vida de crianças com deficiência. E cada pequeno aprendizado é uma grande vitória. O Projeto Sabores da Vida é idealizado pela publicitária e assessora de comunicação Carol Freire e pelo psicólogo Ruy Cruz que desenvolvem várias outras atividades dentro do projeto, e contam com equipe de profissionais da área de saúde.
“Além das deficiências existe a beleza, a alegria, a infância, e o direito à igualdade. E estamos desenvolvendo o acolhimentos destas famílias, buscando fazer um trabalho voltado para a estimulação, o aprendizado e geração de renda própria. A diferença das crianças especiais para as “normais” são as limitações. Elas têm todo o direito, como qualquer criança, a estar em um parque, a brincar ao ar livre, a circular pelos locais públicos. E para garantirmos o seu direito, é preciso ocupar estes espaços e mostrar na prática, a necessidade da acessibilidade”, declarou Carol Freire.
A publicitária também destacou a importância de cada ação no desenvolvimento das crianças. “Cada criança tem o seu tempo e todas têm algo muito especial para doar, seja um sorriso, um olhar ou um simples gesto, e a melhora é significativa”.
O secretário de Estado da Saúde (SES), Carlos Lula, destacou a importância deste projeto para as famílias, não somente pela dimensão terapêutica, mas também por humanizar o tratamento, o cuidado, o que é perceptível na melhoria tanto das crianças quanto dos familiares.
“É um projeto diferente feito, sobretudo, com o coração. O ganho para cada criança, cada mãe e pai não tem como dimensionar, isso na perspectiva sempre de humanizar o tratamento, o cuidado e de olhar estas crianças que eram invisíveis para o sistema e para o Estado. Um projeto articulado entre várias esferas é isso que dá certo, é isso que a gente propõe”, afirmou.
Atividades
A dona de casa Gilmara Muniz, 38 anos, moradora da Cidade Olímpica, mãe do Caio, diagnosticado com paralisia cerebral, emocionada, fala das atividades que vêm sendo desenvolvidas. “O projeto mostra para a sociedade que eles não são apenas crianças com deficiências. Primeiro, eles são crianças com direito e vontade de brincar. Além de me proporcionar um curso de culinária com a doce Vovó Lourdes, conheci várias outras mães e juntas hoje somos uma família. Estou sem palavras para agradecer a iniciativa dos idealizadores, pela oportunidade deste momento único com meu filho, por todas as ações louváveis e por este olhar de esperança para nós mães”, disse.
O Sabores da Vida vem desenvolvendo ações, objetivando a geração de renda própria, com oficinas de culinárias ministradas pela instrutora Vovó Lourdes. São receitas criativas, fáceis de fazer já descritas nos livros e apostilas da monitora, ações objetivando também o lazer como a recente tarde na Lagoa com o piquenique, e o momento da fotografia, valorizando o conceito de beleza, alegria, positividade e eternizando momentos.
A dona de casa Jocelina, mãe do Endrel, de 14 anos, participa pela primeira vez do evento e fala desta nova experiência que esta vivenciando com seu filho. “A gente consegue ver a alegria nos olhos dele, é muito emocionante perceber isso de volta, porque não é fácil a gente viver uma vida assim cheia de limitações e muita dificuldade. A gente passa muito tempo em hospitais, em centro de reabilitação, em terapias e quando a gente consegue sair de casa, ir para um lugar assim, ou para uma praça no momento onde tem muita alegria, muita vibração positiva, é outro mundo, isso tudo é amor, somente muito amor define a iniciativa”, disse.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte