Esporte | Judô

Brasil brilha e ganha a prata na disputa por equipes mistas no Mundial de Judô

Embalada pela boa campanha no individual, a equipe brasileira começou a disputa por equipes mistas de forma fulminante
Estadão Conteúdo03/09/2017 às 15h00

HUNGRIA - O Brasil brilhou, neste domingo (3), no Mundial de Judô, que está sendo realizado em Budapeste, na Hungria. Na inédita competição por equipes mistas, o time brasileiro ficou com a prata ao chegar à decisão e perder para o Japão por 6 a 0.

Com o importante feito deste domingo (3), o Brasil encerrou a competição com um ouro, duas pratas e dois bronzes. Trata-se, assim, de sua melhor participação em mundiais realizados fora de casa.

E a última medalha brasileira veio em uma importante disputa. Essa é a primeira vez que a Federação Internacional de Judô está testando a competição por equipes mistas, evento que está confirmado no programa dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Antes, as provas eram separadas por gênero e não eram disputadas na Olimpíada.

Embalada pela boa campanha no individual, a equipe brasileira começou a disputa por equipes mistas de forma fulminante. Venceu a Polônia nas oitavas de final com tranquilidade, por 5 a 1.

Rafaela Silva (57kg), Marcelo Contini (73kg), Maria Portela (70kg), Eduardo Bettoni (90kg) e Maria Suelen Altheman (+70) venceram e abriram 5 a 0. Prata no Mundial, ao perder somente para o bicampeão olímpico francês Teddy Riner, David Moura (+90) foi derrotado na última luta, mas a equipe brasileira já estava garantida nas quartas.

O duelo, então, foi contra o Canadá. E, depois de Rafaela Silva perder a primeira luta, Marcelo Contini, Maria Portela, Victor Penalber, Maria Suelen e Rafael Silva, o Baby, ganharam na sequência e garantiram o mesmo placar de 5 a 1.

Na semifinal, contra o forte time da Rússia, o Brasil teve excelente início com as vitórias de Rafaela Silva, Eduardo Katsuhiro e Maria Portela. Victor Penalber caiu na sequência, mas Maria Suelen Altheman assegurou o quarto ponto brasileiro e a vaga na decisão - Rafael Silva foi derrotado na última luta e o triunfo foi por 4 a 2.

Na decisão, contudo, a equipe brasileira não teve qualquer chance. O Japão levou seus principais atletas - quatro deles medalhistas de ouro ou prata no Mundial - e ganhou com tranquilidade, por 6 a 0, impondo derrotas a Rafaela Silva, Marcelo Contini, Maria Portela, Victor Penalber, Maria Suelen Altheman e Rafael Silva.

Além da prata por equipes neste domingo, o Brasil conquistou o ouro com Mayra Aguiar, a prata com David Moura e dois bronzes com Rafael Silva e Érika Miranda.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte