Cidades | Estimativa Populacional

São Luís é a 15ª cidade mais populosa do Brasil, diz IBGE

Dados foram divulgados ontem pelo instituto e mostram que a cidade tem 1.091.868 habitantes; os quatro municípios mais populosos do estado correspondem a aproximadamente 25% da população
Leandro Santos / O Estado31/08/2017
São Luís é a 15ª cidade mais populosa do Brasil, diz IBGESão Luís e Imperatriz correspondem juntas por aproximadamente 20% de toda a população no Maranhão (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS - A mais recente estimativa populacional divulgada ontem, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelou que São Luís é a 15ª cidade mais populosa no Brasil, com um total de 1.091.868 pessoas. A capital maranhense e a cidade de Imperatriz, que é a segunda mais populosa do estado, respondem juntas por aproximadamente 20% de toda a população do Maranhão.

Os dados do IBGE mostram que a taxa de crescimento da população, na capital maranhense, foi de 0,82%, passando de 1.082.935 em 2016 para 1.091.868 em 1º de julho de 2017, data de referência desse último estudo.Os dados do instituto trazem as análises referentes à Região Metropolitana de São Luís, que é a 19ª mais populosa de todo o país, com um total de 1.619.377 habitantes. Deve-se levar em consideração que, para essa região metropolitana, estão sendo considerados 13 municípios: São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa, Rosário, Alcântara, Bacabeira, Axixá, Morros, Icatu, Presidentes Juscelino, Cachoeira Grande, e Santa Rita.

Importância

“A divulgação das estimativas populacionais atende a um dispositivo legal tendo o TCU [Tribunal de Contas da União] como um dos receptores. É baseada nessa pesquisa que o TCU vai promover o rateio do Fundo de Participação dos Municípios”, explicou José Reinaldo Barros Ribeiro, tecnologista de informações geográficas e estatísticas do IBGE no Maranhão.

Para muitos municípios, o Fundo de Participação é a grande fonte de receitas. Já para as capitais são levados em consideração outros fatores como o Produto Interno Bruto (PIB). “Os municípios têm um prazo de 20 dias para recorrer da estimativa populacional junto ao IBGE. Depois, o IBGE tem até o final de outubro para divulgar a nova estimativa, que pode ou não ter sofrido uma alteração”, completou Reinaldo Barros.

Somente a capital maranhense, com 1.091.868 habitantes, responde por 15,6% do total populacional de todo o Maranhão, que é de 7.000.229, até o dia 1º de julho. Os quatro municípios mais populosos do estado (São Luís, Imperatriz, São José de Ribamar e Timon) detêm aproximadamente 25% da população de todo o Maranhão.

Os dados mostram que 124 municípios têm menos de 20 mil habitantes. O município com menor população do estado é Junco do Maranhão, localizado na micror­região geográfica do Gurupi, oeste do estado, com 3.237 habitantes segundo estimativa de população para 1° de julho de 2017.

Brasil

Estima-se que o Brasil tenha um total de 207,7 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento populacional de 0,77% entre 2016 e 2017, um pouco menor do que a taxa 2015/2016 (0,80%), de acordo com o levantamento divulgado ontem.

O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,1 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,5 milhões de habitantes), Brasília e Salvador (cerca de 3,0 milhões de habitantes cada). A capital maranhense aparece na 15ª posição nessa listagem. 17 municípios brasileiros têm população superior a 1 milhão de pessoas, somando 45,5 milhões de habitantes ou 21,9% da população do Brasil.

Serra da Saudade (MG) é o município brasileiro de menor população, 812 habitantes, seguido de Borá (SP), com 839 habitantes, e Araguainha (MT), com 931 habitantes. Estima-se que, de 2016 para 2017, quase um quarto dos municípios (24,746%) do país tiveram redução de população.

Quando se excluem as capitais, os 10 municípios mais populosos são Guarulhos (SP), Campinas (SP), São Gonçalo (RJ), Duque de Caxias (RJ), São Bernardo do Campo (SP), Nova Iguaçu (RJ), Santo André (SP), São José dos Campos (SP) Osasco (SP), e Jaboatão dos Guararapes (PE).

No ranking dos estados, os três mais populosos estão na Região Sudeste, enquanto os cinco menos populosos estão na Região Norte. O líder é São Paulo, com 45,1 milhões de habitantes, concentrando 21,7% da população do país. Roraima é o estado menos populoso, com 522,6 mil habitantes (0,3% da população total).

Considerando a composição das Regiões Metropolitanas e Regiões Integradas de Desenvolvimento (RIDES) de 31 de dezembro de 2016, a Região Metropolitana de São Paulo é a mais populosa, com 21,4 milhões de habitantes, seguida pela do Rio de Janeiro (12,4 milhões de habitantes), Belo Horizonte (5,9 milhões de habitantes), e da Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE) do Distrito Federal e Entorno (4,4 milhões de habitantes). Entre as Regiões Metropolitanas ou Rides, 28 possuem população superior a 1 milhão de habitantes e somam 97,9 milhões de habitantes, representando 47,1% da população total.

Em 2017, pouco mais da metade da população brasileira (56,5% ou 117,2 milhões de habitantes) vive em apenas 5,6% dos municípios (310), que são aqueles com mais de 100 mil habitantes. Os municípios com mais de 500 mil habitantes (42) concentram 30,2% da população do país (62,6 milhões de habitantes). Por outro lado, a maior parte dos municípios brasileiros (68,3%) possui até 20 mil habitantes e abriga apenas 15,5% da população do país (32,2 milhões de habitantes).

De 2016 para 2017, a taxa geométrica de crescimento populacional do país foi de 0,77%, menor do que a estimada para o período 2015/2016 (0,80%). Quase um quarto dos 5.570 municípios brasileiros (24,7% ou 1.378) tiveram taxas geométricas negativas, ou seja, apresentaram redução populacional. Em mais da metade dos municípios (53,6% ou 2.986) as taxas de crescimento populacional foram inferiores a 1%, e em 258 municípios (4,6% do total) o crescimento foi igual ou superior a 2%.

O grupo de municípios com até 20 mil habitantes apresentou a maior proporção dos que tiveram redução populacional (32,5% ou 1.236 municípios). Por outro lado, aqueles com mais de 100 mil a um milhão de habitantes tiveram a maior proporção de municípios com crescimento acima de 1% (45,5% ou 133). Dez dos 17 municípios com mais de um milhão de habitantes tiveram taxas de crescimento entre 0,5% e 1% ao ano.

Nas regiões Norte e o Centro-Oeste, estão as maiores proporções de municípios com taxas de crescimento acima de 1%. Por outro lado, a Região Sul mostrou a maior proporção de municípios com taxas negativas.

Números

Municípios mais populosos do Maranhão
São Luís - 1.091.868 habitantes
Imperatriz - 254.569 habitantes
São José de Ribamar - 176.418 habitantes
Timon - 167.619 habitantes

SAIBA MAIS

As populações dos municípios foram estimadas por um procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos munícipios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte