Geral | Meio ambiente

Fórum comunitário debate canal do Turu

Ação acontecerá neste sábado, 19, com a presença de moradores do bairro, empresário, gestores e demais cidadãos
19/08/2017

SÃO LUÍS - Uma ampla discussão dos problemas urbanos de São Luís acontece neste sábado,19, com a audiência pública de lançamento do Fórum Permanente da capital. Na pauta de discussão está o canal do Turu, que há décadas causa múltiplos transtornos à população, como degradação do meio ambiente e risco à saúde pública. A iniciativa é do vereador Marcial Lima (PEN), atendendo a solicitações e apelos de moradores de diversos bairros.

A primeira reunião do fórum está marcada para as 9h, no condomínio Vivendas do Turu, ao lado do canal. Moradores, empresários, gestores e demais cidadãos que mantêm vínculo com essa região de São Luís participarão do debate, que resultará em sugestões que visem à solução desse antigo problema, cujos transtornos vão desde danos ambientais à ameaça à saúde pública.

Marcial Lima diz que a urbanização do canal representará qualidade de vida, lazer, geração de emprego e renda para milhares de cidadãos. “Esse canal, na atual situação, atrapalha o desenvolvimento do Turu e adjacências”, afirma.

Fórum

O vereador justifica a criação do fórum pela necessidade de discussão sobre os bairros de São Luís. “Os moradores precisam ser ouvidos. Está passando da hora de um grande debate sobre os principais núcleos habitacionais da capital do Maranhão. Os problemas são muitos, e a participação popular é fundamental nesta hora”, assinala.

Ele explica que fórum será um importante canal para que a comunidade possa se manifestar e tentar encontrar, por meio do contato direito com as autoridades, uma saída para melhorar os setores de infraestrutura, educação, saúde, mobilidade urbana, segurança, turismo, cultura, esporte e tantas outras solicitações feitas pelos habitantes da cidade.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte