Geral | Sonho realizado

Após divulgação de O Estado, atleta tem apoio para competir

Andressa Raquel estava vendendo água em semáforo de avenida da capital para poder participar de torneio mundial que acontecerá neste fim de semana em Fortaleza (CE); doações serviram para aquisição de passagens e manutenção
Thiago Bastos / O Estado19/08/2017
Após divulgação de O Estado, atleta tem apoio para competirA atleta Andressa Raquel e o pai, André Vieira, na hora do embarque para Fortaleza na rodoviária (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Após publicação de reportagem em O Estado na quinta-feira, 17, mostrando a mobilização da família da lutadora de jiu-jítsu Andressa Raquel - que estava vendendo água em semáforo da Av. Daniel de La Touche para conseguir dinheiro para viajar -, a atleta conseguiu reunir o valor necessário para competir, no próximo domingo, 20, em Fortaleza (CE). A jovem, acompanhada de seu pai, viajou no fim da tarde de sexta-feira, 18, de ônibus levando o sonho de conseguir, em terras cearenses, uma medalha na categoria infanto-juvenil no Campeonato Mundial de Jiu-Jítsu Profissional.

Antes da viagem, a família da jovem - que tem o sonho de um dia competir no UFC - não escondia o orgulho e a ansiedade. Para o pai da atleta, André Vieira, a divulgação do jornal do esforço dela para arrecadar dinheiro foi de suma importância. “Com certeza, depois da reportagem feita em O Estado, recebemos várias ligações de pessoas interessadas em doar para a gente finalmente conseguir viajar”, disse.

A família de Andressa é de origem humilde e, portanto, o auxílio financeiro de terceiros é fundamental para o sucesso dela. O pai da atleta, por exemplo, está desempregado há mais de um ano. “Não é fácil você manter o sonho de sua filha sem as ideais condições financeiras”, disse André.

Já a jovem Andressa - que viajou com uma lesão em um dos dedos do pé oriunda de um ferimento adquirido durante a venda de garrafas com água - estava confiante. Ela disse que, apesar da diminuição na carga de treinos nos últimos dias, a preparação foi bem feita. “Estou confiante em trazer uma medalha e me destacar na competição. Vou superar inclusive esta lesão”, disse.

Ela também agradeceu o empenho de toda a família, que se mobiliza integralmente em sua carreira esportiva. “Não estaria aqui se não fosse por meus pais e meu irmão. Graças a Deus conto com um bom alicerce familiar”, disse.

"Depois da divulgação feita em O Estado, recebemos várias ligações de pessoas interessadas em doar para a gente finalmente conseguir viajar”André Vieira, pai de Andressa Raquel
Outras competições
Em julho deste ano, Andressa Raquel conquistou a medalha de bronze na categoria infanto-juvenil (até 13 anos de idade) no campeonato mundial organizado em São Paulo (SP). A jovem é a atual campeã maranhense de Jiu-Jitsu (infanto-juvenil) por três federações (Federação Maranhense de Lutas Profissionais, Federação Maranhense de Jiu-Jitsu Esportivo e Federação Maranhense de Jiu-Jitsu).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte