Cidades | Seguro

6.295 indenizações do Seguro DPVAT foram pagas este ano no MA

Houve aumento em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram pagas 6.110 indenizações; em todo o Brasil, houve redução; foram pagas 192.187 indenizações de janeiro a junho deste ano; em 2016, foram 192.187 indenizações
04/08/2017
6.295 indenizações do Seguro DPVAT foram pagas este ano no MAACIDENTE com vítima no KM-11 da BR-135, em São Luís, em fevereiro deste ano (Flora Dolores / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Houve aumento na quantidade de indenizações referentes ao pagamento do Seguro DPVAT no Maranhão nos primeiros seis meses deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. De janeiro a junho deste ano, foram pagas 6.295 indenizações enquanto no primeiro semestre do ano passado foram 6.110.

Os números foram divulgados recentemente pela Seguradora Líder, responsável pela operação do Seguro DPVAT no território nacional. Em todo o país, aconteceu o contrário: houve uma diminuição na quantidade de seguros, pois nos primeiros seis meses de 2016 foram pagas 210.334 indenizações, enquanto este ano foram 192.187.

Maranhão
As indenizações são referentes aos casos de morte, invalidez permanente e despesas médico-hospitalares decorrentes de acidentes de trânsito. No estado, um dos maiores aumentos foi relativo à quantidade de indenizações pagas em caso de morte: nos primeiros seis meses deste ano, foram pagas 736 indenizações, enquanto no mesmo período do ano passado foram 559, o que representou um aumento de 31,66%.

Em todo o Nordeste, o Maranhão está ocupando a quarta posição entre os estados que mais pagaram esse tipo indenização do Seguro DPVAT. Em primeiro lugar está a Bahia, com 1.358 indenizações, seguido por Ceará (1.102) e Pernambuco (952).

Já em relação às indenizações pagas por invalidez permanente, houve uma diminuição de 1,62%, pois no ano passado foram pagas 5.382 indenizações de janeiro a junho, enquanto este ano, no mesmo período, foram 5.295.
Mesmo assim, o Maranhão também ocupa a quarta posição entre os estados nordestinos que mais pagaram essa modalidade do Seguro DPVAT. Em primeiro lugar, dessa vez, aparece o Ceará, com 14.070 indenizações pagas, seguido por Pernambuco (8.704) e Bahia (6.261).

Por fim, existem as indenizações pagas referentes às despesas médico-hospitalares, que representou um maior aumento entre os três tipos de indenizações. Nos primeiro semestre de 2016, foram 169 indenizações pagas e esse quantitativo passou para 254 no mesmo período deste ano, representando um aumento de 50,3%.

Brasil
A Seguradora Líder-DPVAT pagou 192.187 indenizações de janeiro a junho de 2017, incluindo casos de morte, invalidez permanente e despesas médico-hospitalares decorrentes de acidentes de trânsito no Brasil. O número é 9% menor que o primeiro semestre do ano passado, quando foram registradas 210.334 indenizações. Apesar da redução no número total de indenizações pagas, os dados ainda apontam crescimento em indenizações por morte, que registraram aumento de 27% em relação aos primeiros seis meses de 2016. No total, foram 19.367 indenizações pagas para herdeiros de vítimas fatais.

Assim como nos últimos anos, a maior incidência de indenizações pagas, no primeiro semestre de 2017, foi para vítimas do sexo masculino (um total de 75%). Nesse período, a faixa etária mais atingida foi a de 18 a 34 anos, um total de 94.167 indenizações. No período analisado, os motoristas (58%) foram as principais vítimas. Em indenizações fatais, eles representaram 56% das indenizações pagas e 57% em acidentes com sequelas permanentes. Nesse cenário, formado por 82.125 motoristas, 73.024 eram motociclistas, um total de 89%. Os pedestres ficaram em segundo lugar nas indenizações por morte no período (26%), assim como nos acidentes com invalidez permanente (30%) e despesas médico-hospitalares (17%).

Seguro
O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, mais conhecido como Seguro DPVAT, existe desde 1974. É um seguro de caráter social que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sem apuração de culpa, seja motorista, passageiro ou pedestre.

O DPVAT oferece coberturas para três naturezas de danos: morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares (DAMS). A atual responsável pela administração do Seguro DPVAT é a Seguradora Líder-DPVAT, que tem o objetivo de assegurar à população, em todo o território nacional, o acesso aos benefícios do seguro.

O pagamento da indenização é feito em conta corrente ou poupança da vítima ou de seus beneficiários em até 30 dias após a apresentação da documentação necessária. O valor da indenização é de R$ 13.500,00 no caso de morte; de até R$ 13.500 nos casos de invalidez permanente, variando conforme o grau da invalidez; e de até R$ 2.700 em reembolso de despesas médicas e hospitalares comprovadas.

O prazo para solicitar a indenização por morte ou reembolso de despesas medicas e hospitalares é de três anos, a contar da data do acidente. No caso de indenização por invalidez permanente, este prazo é de três anos, a contar da ciência da invalidez permanente pela vítima.

Números

2017 (janeiro à junho)
Maranhão

736 indenizações por morte
5.295 indenizações por invalidez permanente
254 indenizações por despesas médicas
6.295 no total

Brasil
19.367 indenizações por morte
144.950 indenizações por invalidez permanente
27.870 indenizações por despesas médicas
192.187 no total

2016 (janeiro à junho)
Maranhão

559 indenizações por morte
5.382 indenizações por invalidez permanente
169 por despesas médicas
6.110 no total

Brasil
15.192 indenizações por morte
167.595 indenizações por invalidez permanente
27.547 indenizações por despesas médicas
210.334 no total

SAIBA MAIS

Os recursos do Seguro DPVAT são financiados pelos proprietários de veículos, por meio de pagamento anual. Do total arrecadado, 45% são repassados ao Ministério da Saúde (SUS), para custeio do atendimento médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito em todo país. 5% são repassados ao Ministério das Cidades (DENATRAN), para aplicação exclusiva em programas destinados à prevenção de acidentes de trânsito. Os demais 50% são voltados para o pagamento das indenizações e reservas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte