Vida | Comportamento

Família também pode ajudar no combate à obesidade

Forma como a família lida com a doença é um fator definitivo para o tratamento, pressionar pode piorar a situação
01/07/2017

SÃO PAULO - Nesta semana, foi publicada a lei que liberou a prescrição dos medicamentos inibidores de apetite para a obesidade. Esses remédios têm propriedades farmacológicas importantes para o tratamento da doença, mas o uso deve ser acompanhado por um médico. Mais do que isso, entretanto, segundo Durval Ribas Filho, médico nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), o paciente não pode abandonar a dieta adequada e a pratica de atividades físicas – por isso, o apoio da família é fundamental.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte