Política | Conselho de Ética

João Alberto arquiva representação contra Aécio Neves

Peemedebista destacou, em decisão, que não poderia aceitar representação baseada em recortes de jornais
Ronaldo Rocha da editoria de Política23/06/2017 às 16h59
João Alberto arquiva representação contra Aécio NevesSenador João Alberto arquivou representação contra Aécio Neves (Arquivo)

O presidente do Conselho de Ética do Senado, senador João Alberto (PMDB), arquivou hoje representação que pedia a cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

A representação era assinada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e pelos deputados Alessandro Molon (Rede-RJ) e Ivan Valente (PSOL-SP).

Aécio foi alvo de representação por quebra de decoro parlamentar há pouco mais de duas semanas. O documento baseou-se na abertura de inquérito contra o tucano no Supremo Tribunal Federal (STF) por suspeita de recebimento propina e obstrução de Justiça.

Ao analisar a peça, como mostrou o blog do jornalista Gilberto Léda em primeira mão, João Alberto destacou que não aceitaria uma denúncia baseada apenas em recortes de jornais e revistas.

O senador ainda não se posicionou à imprensa sobre o arquivamento.

Com a decisão, Rede e PSOL agora podem recorrer ao plenário do próprio Conselho de Ética e tentar novo julgamento. Para isso, eles precisam das assinaturas de pelo menos cinco dos 15 conselheiros.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte