Geral | Novo recurso

Sindicato dos Taxistas lançará aplicativo que dará descontos

A ferramenta, de acordo com entidade, permite solicitar corridas avaliar o serviço e premiar o passageiro com descontos; aplicativo será gratuito
14/06/2017
Sindicato dos Taxistas  lançará aplicativo   que dará descontos Depois do Fora Uber, os taxistas vão reagir com uso de aplicativo (Flora Dolores / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Como reação à presença dos aplicativos Uber e o Yet Go em atuação na capital maranhense, o Sindicato dos Taxistas de São Luís ( Sinditaxi) prepara para os próximos dias o lançamento de um aplicativo que permite solicitar corridas e avaliar o serviço, além de premiar o passageiro com descontos. A ferramenta será totalmente gratuita aos usuários e estará disponível para smartphones do sistema operacional Android e iOS.

Além de buscar alternativas para fidelizar o cliente de táxi, o lançamento do novo aplicativo será o início de uma série de inovações que a diretoria do Sindicato pretende implantar nos próximos meses. “Com o novo aplicativo, o usuário receberá um e-mail com as informações da corrida e avalia o serviço com notas que vão de um a cinco. Além disso, ao estar no veículo poderá também escolher a estação de rádio que deseja ouvir, se quer ar condicionado e, o melhor, a forma de pagamento”, explica Sidney Carvalho, um dos desenvolvedores do aplicativo.

O objetivo da entidade é ainda combater o que classifica como concorrência desleal feita por aplicativos não regulamentados pelo poder público e também fortalecer a política de valorização da categoria dos taxistas na capital e no interior do Maranhão.

“A proposta de nosso sindicato é trabalhar cada vez mais com meios que possam facilitar a vida dos nossos taxistas e de nossos usuários e passageiros. Estamos realizando uma série de ações que visam qualificar cada vez mais a prestação de serviços da nossa categoria. Com certeza, a população fará uso e perceberá logo essas mudanças”, afirma o presidente do Sinditaxi, Renato Medeiros.

Durante este mês, representantes do Sindicato estarão visitando cada um dos postos de táxi existente em São Luís para fazer o cadastramento dos taxistas e explicar a vantagem da adesão ao novo aplicativo. O cadastro também será realizado na sede do Sindicato, no Bairro da Areinha.

Reação

A oferta do aplicativo pelos taxistas é uma reação da categoria à presença de ferramentas similares oferecidas, desde o começo do ano, por empresas como o Uber e o Yet Go. No caso do Uber, a Câmara Municipal de São Luís se manifestou sobre o tema, em abril deste ano, e aprovou projeto de Lei nº429 que restringe o uso do aplicativo na capital maranhense.

Mesmo com a medida, a direção nacional da empresa informou que manteria as atividades na cidade sob o argumento que a oferta de transporte de passageiros por particulares é resguardada pela Constituição. Recentemente, o Ministério Público do Maranhão - por meio da Promotoria do Consumidor - e a Defensoria Pública do Estado ( DPE) realizaram ações em que demonstram ser favoráveis ao Uber e a outros aplicativos.

Enquanto o MP fez uma representação junto à Procuradoria-Geral de Justiça para acionamento do Tribunal de Justiça do Maranhão ( TJMA) sobre o assunto, a DPE propôs Ação Civil Pública em que solicita parecer da Vara de Interesses Difusos e Coletivos sobre o caso do Uber. Até o fim da tarde de ontem,13, o juiz titular da Vara, Douglas Martins, não se posicionou oficialmente sobre o assunto.

Já a Procuradoria-Geral, procurada por O Estado, informou que a representação da Promotoria do Consumidor somente foi recebida na manhã de ontem e que em breve informará se fará ou não solicitação formal ao TJMA para que o Judiciário avalie o grau de constitucionalidade da Lei Municipal que restringe o Uber.

Frase

“A proposta de nosso sindicato é trabalhar cada vez mais com meios que possam facilitar a vida dos nossos taxistas e de nossos usuários e passageiros"

Renato Medeiros

Presidente do Sinditaxi

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte