Cidades | Sem condições

Intrafegável, via no Altos do Calhau é interditada

Trecho, considerado atalho entre avenidas, não permite a passagem de veículos de maior porte
02/06/2017
Intrafegável, via  no Altos do Calhau  é interditada Com buracos e muita lama, via não tem condições de uso (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS - A Rua da Caema, localizada no Altos do Calhau, está intrafegável e foi interditada por moradores do bairro. O trecho, considerado atalho entre as avenidas Jerônimo de Albuquerque e dos Holandeses, não permite a passagem até mesmo dos veículos de maior porte. Com as chuvas dos últimos meses, a situação somente piorou.

Por causa do deslocamento intenso de carros no trecho, quando ainda era possível a passagem dos veículos, a camada asfáltica cedeu e os buracos aumentaram de dimensão. Com as crateras, devido ao acúmulo de água da chuva, foram formadas verdadeiras lagoas, que, além de contribuir com o cenário degradante, também servem de criadouro para o mosquito Aedes aegypti.

Com a situação intrafegável da via, os ônibus da linha Altos do Calhau foram obrigados, há duas semanas, a mudar a rota. “Antes, os coletivos passavam por aqui. Mas agora, com a interdição, várias pessoas precisam andar por quilômetros para pegar o coletivo no novo percurso, que, para muita gente, ficou mais distante”, disse o morador José Raimundo de Jesus.

Para protestar pela situação, alguns moradores decidiram colocar – em dois pontos da via – galhos e pedaços de madeira. “Esta é uma forma de a gente sinalizar que a rua está interditada. E também para chamar a atenção das autoridades públicas”, disse a dona de casa Rosinalda Pereira, que também reside no Altos do Calhau.

Mudança de itinerário
Os motoristas da linha Altos do Calhau informaram que a mudança do itinerário obedece a uma determinação da empresa detentora dos coletivos. “Apenas seguimos ordens, já que vários coletivos estavam com defeitos mecânicos somente por passar na via”, disse um dos motoristas, que preferiu não revelar o nome.

Já os pedestres que precisam passar pela via reclamam da situação. “Eu venho todo limpo de casa e, quando passo aqui, mesmo sem carro, me sujo todo”, disse o mecânico José de Oliveira França.

Ainda de acordo com os moradores, foram feitos reparos na via, pela Prefeitura de São Luís, em março deste ano. Na ocasião, as máquinas apenas aplicaram uma camada de brita e areia, coberta por asfalto.

Outro lado
Em nota, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou que realizou serviços na Rua da Caema e está elaborando um projeto que prevê a implantação de uma sistema de drenagem profunda no local, que solucionará em definitivo o problema desta via e de outras na região. A Semosp comunicou ainda que enviará equipe para realizar reparos asfálticos até que o novo projeto entre em execução.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte