Esporte | Prejuízo

Cordino reclama dos prejuízos causados com a mudança dos jogos

A diretoria da Onça afirmou que pedirá a FMF ressarcimento das despesas com viagem e hospedagem em São Luís
04/05/2017

SÃO LUÍS - Com a decisão do Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA) que deferiu o pedido do Moto Club e mandou a Federação Maranhense de Futebol (FMF) mudar a final do segundo turno do Estadual, retirando o Sampaio Corrêa da decisão, o Cordino, que tinha jogo marcado contra o Tricolor ontem à noite no Castelão, só jogará sábado à tarde, no Rodrigrão. A mudança tem causado prejuízos a Onça, que promete buscar ressarcimento.

O diretor de futebol do Cordino, José Sousa Júnior, reclamou das viagens que o clube está sendo obrigado a fazer de forma inútil. “Nós chegamos em São Luís por volta de 23h30 da terça-feira. Os jogadores e diretoria se encontram em um hotel. Quando soubemos da mudança, nós já estávamos na viagem. Isso é muito complicado. Somos um time pequeno. A gente já fica juntando de vários lugares para fazer uma viagem dessa e nos encontramos em uma situação como essa. É realmente complicado. Nossas dispensas com essa viagem giram em torno de 10 mil reais. Nós vamos aguardar um pouco, pois nós não temos nada por escrito. Só vamos voltar quando tivermos realmente uma portaria em mãos para evitar problema”, disse.

José Sousa Júnior afirmou que pedirá a FMF ressarcimento das despesas com viagem e hospedagem em São Luís. “Vou na FMF conversar com os dirigentes para ver se por meio de um acordo vão ressarcir a gente. Somos um time pequeno e não temos caixa para isso. Por exemplo, se for agora com o Moto, vamos jogar sábado em Barra do Corda e quarta aqui de novo. Não temos dinheiro para isso. Se não conseguirmos acordo vamos buscar nosso direito”, explicou.

Além do prejuízo financeiro, a equipe do Cordino também tem sido prejudicada pelas mudanças na tabela. O técnico da Onça, Marlon Cutrim, disse que a preparação da equipe está sendo afetada. “Toda essa indefinição da FMF junto com o TJD-MA, tem atrapalhado todo nosso planejamento. Até porque a gente se prepara para enfrentar um adversário, joga, no meio da partida já tem que jogar com outro e isso que fica meio bagunçado. Psicologicamente os atletas ficam abalados. Viagem, questão de logística também, enfim... A federação tem que rever isso”, ponderou.

Com a mudança, o Cordino teve que retornar a Barra do corda para preparar-se para enfrentar o Moto Club, sábado, à tarde, no Rodrigão. Com isso, o time terá apenas dois dias para treinar antes de enfrentar o Papão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte